08/03/2019
Texto exclusivamente feminino

Só uma mulher escreve um texto assim

Oi querido 

Eu fiquei muito, muito triste mesmo com a notícia.

Na verdade fiquei arrasada.

Pode parecer demasiado mas eu tenho uma afeto enorme por você.

Engraçado que estes dias estava pensando  nas pessoas que amamos de uma maneira inexplicável.

Nao que o amor seja explicável mas a verdade é que nao o conheço nesta vida senao por nossos emails.

E foi assim que eu percebi que gostar é uma grande energia, sem começo nem fim e quiça por vezes esbarramos com ela como se houvesse acaso, e ai nos conectamos e simplesmente sentimos, sem razoes, sem por que, simplesmente porque nos foi regalado um balsamo deste sentimento etéreo e incompreensível quando nesta esfera de pureza.

Bom, e aqui estou eu viajando...rs

Nao sei se você esta de cama, se está trabalhando....mas peço muito que se cuide.

Peço a seus anjos protetores que o rodeiem com luz e enviem um abraço carinhoso de minha parte.

Eu contei a minha mae que ficou muito chocada. Já achou que você estava morrendo...rs.

Se bem a conheço , ela escreverá ou já escreveu à você.

Obser... Pensando bem eu acho que esta história esta mal contada. Acho mesmo que você resolveu subir em algum carro alegórico, bebeu demais e achou que era super homem e podia voar.

Acho que esta história é mais sua cara.

rs.dan

Vê se para com estas brincadeiras e toma juízo.

Daniele de Cassia



Leia outras matérias desta seção
 » A dificuldade de recomeçar
 » Texto exclusivamente feminino
 » Meu Amigo!
 » O incêndio no Museu Nacional
 » Diário de uma jovem Mãe
 » Depressão: O beijo da morte
 » Depressão: os ruídos
 » A bolsa misteriosa de Anabella
 » Amizade
 » Em Terra de cego quem tem olho é rei?
 » Inspiração
 » Se disser que esperará, espere!
 » Eu acredito na humanidade!
 » A bituca de cigarro
 » Os filhos voam!
 » Ser limpante ou o trabalho caseiro
 » Carícia da vida
 » A verdade
 » As palavras matam ou morrem ?
 » Matemática simples
 » Família um conceito complexo
 » Altruísta egoísta
 » A pequena bolsa de Anabella
 » À deriva (?)
 » Adeus ano velho
 » Quando o bem não faz bem!
 » Forever
 » Quero Poetar!
 » “O Abutre”!
 » Me permito amar?
 » Quebrar-se
 » A felicidade
 » Impiedoso tempo
 » Quem sou eu ?
 » Esquecer
 » Esquecer @? - Olvidar
 » Fragmentos II
 » Fragmentos
 » Despertemos!
 » Transe no deserto
 » Destino ridículo !
 » O cortiço da vida
 » Círculo de desafetos
 » Sou um vulcão
 » Conversa com a àrvore
 » Encerrar ou cerrar ciclos?
 » A “basura” no México
 » Doença de amor
 » Poesia
 » As regras da vida
 » Os grandes homens....
 » Prelúdio à loucura
 » Razões para amar? Razões para o amor?
 » O mundo perdido dos sonhos!
 » Devaneios de um cérebro ?

Voltar