Deseja enviar uma mensagem? Clique aqui!

FALA CIDADÃO. Aqui você pode fazer suas denuncias, reclamações, sugestões e elogios.

Caso a sua reclamação não seja atendida, retorne o e-mail quantas vezes for necessário, reclamação justa e não atendida mostra a falta de respeito e o descaso que a autoridade reclamada tem com o cidadão, na próxima eleição lembre-se disso antes de votar.

Você está navegando pela página 171.

Mensagem enviada dia 09/02/2009
Nome:  Eduardo Barbosa
Assunto:  enchente
E-mail:  [email protected]
Assunto: Encheente Data: 09/02/2009 De: Eduardo Barbosa [email protected] Bom dia srs. Poderia estar melhor não é? Se não tivesse ocorrido enchente aqui na Av.Pauliceia novamente, o Sr.Prefeito veio aqui um dia e verificou o ocorrido na casa de uma moradora da avenida que quase perdeu tudo, o caso continua o mesmo e nada foi feito por enquanto, tudo no escuro, algumas das casas no fundo da avenida tambem encheram devido ao mal acondicionamento da tubulaçao existente na mesma avenida, o gosado e que quando estamos em epoca de eleição o Sr.Prefeito aparece e diz que ira resolver tudo, mas no final não resolve muito as coisas, abre concesão ao Bradesco( ja pensou quando montarem o Banco e der uma enchente dessas? iremos falar assim, onde voce mora? moro em perto do Banco Bradesco, aquele que encheu em tal tal dia, ou melhor moro na cidade onde o Prefeito disse que e uma cidade bonita e cheio de progresso, não onde esta o progresso!!!! muita coisa acontecendo e o Sr.Prefeito nada ve ou tudo ve e não da importancia sobre, na verdade o quanto mais construço~es melhor, mas infraestrutura para isto, nada.A administração esta falha, que tal dar um pouco mais de atenção aos moradores, talves na proxima eleição deixamos o Sr.ocupando a cadeira.Desculpe mas promessas so nos dias que antecedem as eleições não é verdade? Tenham uma boa tarde, e por favor façam alguma coisa por aqui, justifiquem o dinheiro de impostos que pagamos, bem irei acreditar que um dia irão fazer alguma coisa. Eduardo BArbosa

Mensagem enviada dia 08/02/2009
Nome:  Prof Ortiz
Assunto:  Agressão na estação de caieiras
E-mail:  [email protected]
No ultimo dia 06/02 entre o horário de 22h30mim e 23h15min, na estação de Caieiras na plataforma sentido São Paulo, fui testemunha de uma cena dantesca. Cerca de cinco ou seis seguranças da empresa que presta serviço queriam agredir fisicamente um usuário, e já o estavam agredindo verbalmente. Não sei se ele havia feito algum dado ao patrimônio da empresa, mas o discurso se centrava no fato de que ele se encontrava dormindo no chão ou no banco e ao ser abordado já havia sido agredido “segundo” ele na face numa atitude que a sua companheira disse não ser a mais correta a ser tomada. Havia a sua companheira e uma criança de no máximo de um ano e alguns meses alem de outro casal que o acompanhavam, todos vestidos de forma humilde. A esposa pediu ao segurança que não fizesse mais isso, pois não era a melhor forma de agir com as pessoas. O usuário agredido começou com uma discussão verbal com os seguranças em tom intimidativo. Os seguranças o empurraram para fora do perímetro da plataforma. O usuário ficou impossibilitado de embarcar. Sua companheira juntamente com o filho foi “gentilmente” convidada a ficar na plataforma e embarcar o que claro não aceitou. Novas formas de agressão verbais e intimidações aconteceram, mas o que mais me chamou a atenção foi às atitudes que testemunharei aos senhores a seguir. Um dos seguranças por iniciativa própria disse que naquela plataforma não mais permitiria o embarque do usuário. Alguns dos seus companheiros ao lado interno da plataforma o chamavam de, “perdão pelo vocabulário”, corno, filho-da-puta, cachaceiro, mesmo este estando acompanhado do filho e da companheira. Como os dois lados estavam bastante exaltados o usuário também não poupou verbos e adjetivos a estes senhores, muito pouco treinados a lidar com pessoas. Num dado momento da discussão os seguranças foram de encontro ao usuário para lhe expulsar da estação. Quando o usuário se sentiu acuado me abraçou para poder se proteger o que permiti. Estes tentaram lhe agarrar e colocá-lo para fora. Sua esposa e filho também intervirão, além de um aluno meu que estava presente e ficamos todos acuados. O responsável pela estação, acredito eu, saiu do setor administrativo e naquele momento se dirigiu na nossa direção e pediu para os seguranças pararem e para que isso acontecesse se projetou no meio do grupo. O usuário continuou impedido de embarcar e bastante nervoso ameaçava os seguranças, do mesmo modo que estes a ele, lembrando uniformizados, de posse de cassetete, e em quantidade no mínimo covarde. Sou professor e usuário do sistema da CPTM há pelo menos quarenta anos. Percebi que as pessoas que prestavam serviço na plataforma naquele dado momento tinham muito pouco tato para lidar com público, haja vista, que é ele que sustenta este sistema, também já tive “caras e bocas”, quando pedi informações de outros da mesma empresa, porem em locais diferentes. Não sei quais são as competências dos funcionários que prestam serviços de segurança aos senhores, porém estes naquele momento se mostraram incompetentes. Não falo só pelo que testemunhei, mas também como professor e lido com pessoas, sei reconhecer quando há ou não educação, o que estes senhores no mínimo não tem. Empresa assim não serve ao contrário denigre a imagem que especialmente o Governo do Estado quer colocar como um dos grandes feitos seus. Só não fui a um batalhão da policia militar próximo para que eu registrasse uma ocorrência por ser tarde e eu ter que depender do Metrô e este estar perto do horário de fechamento. Mas uso este instrumento, que também será encaminhado à imprensa local e de alcance estadual, para demonstrar a minha indignação, seja para com o comportamento destes prestadores de “desserviço” seja pela gerencia da situação do responsável pela estação naquele momento que só prestou “assistência” quando viu que a situação já estava fora de controle e “por sorte” conseguiu controlá-la. Mesmo assim procurarei me informar para registrar por via legal o fato, pois o sistema de segurança estava funcionando e deve ter as imagens registradas. Atenciosamente Professor Mestre – Carlos Eduardo Ortiz (usuário testemunha) RG 13.446.4456-4 – [email protected]

Mensagem enviada dia 08/02/2009
Nome:  mizael verissimo ferreira
Assunto:  rodoviária, shopping,parque
E-mail:  [email protected]
Tá na hora de caieiras dar o exemplo de cidade. O que adianta reformar o terminal se continua a mesma bosta de sempre, caieiras precisa de um terminal rodoviario,que tenha onibus municipais para mais bairros,calcarea,vl sao joao, serpa,araucárea e etc... é muito pouco onibus, para muitos bairros.tambem rodoviarios para Campinas,Santos,Atibaia,Jundiaí E ETC.... A cidade tambem precisa de um shopping grande,ja que tem tanta gente rica,e um parque grande para turismo´assim a cidade muito visitada,e conhecida e nao ficara com aspecto de cidade morta, mais comercis e mais apartamentos para cidaDE.

Mensagem enviada dia 07/02/2009
Nome:  Luiza
Assunto:  Parabens pela coragem
Em primeiro lugar não gostaria de divulgar meu nome pois sou professora, tenho que reconhecer que esse site é o único que podemos confiar em Caieiras, fala a verdade e não tem medo de ninguém, sempre ouvi comentários elogiosos ao dono do site, Edson Navarro, estou na cidade a 18 anos, vinda do interior, quanto ao jornalista responsável Maurici, conheci quando era prefeito de f.rocha, ambos são tidos como pessoas de alto Q.I. (muito inteligentes).Parabéns, continuem.

Mensagem enviada dia 07/02/2009
Nome:  Eduardo
Assunto:  Coragem
Gostei da coragem do Alessandro, é isso mesmo tem que denunciar se todos os maltratados botassem a boca no mundo tudo melhoraria.

Mensagem enviada dia 05/02/2009
Nome:  Leandro Andrelino Irmão
Assunto:  Descaso da Prefeitura
E-mail:  [email protected]
Moro a 8 anos no Jd. Marcelino e todas as vezes que precisei da prefeitura nunca fui atendido, pago meus impostos em dia, pois se atrasar um mês, vem cobrança na certa em menos de 10 dias. O último descaso foi uma solicitação que fiz pessoalmente na Secretaria de Obras a cerca de uns 20 dias, quando solicitei a presença de um dos técnicos para que fizessem uma analise sobre o que poderia ser feito em relação a um morro que fica em frente a minha casa, pois o solo esta cedendo e corre um sério risco de desabar com as chuvas, e aproveitei e pedi para que eles limpassem algumas calçadas que estão sendo tomada pelos matos. Resultado, no ultimo sábado uma parte do morro desabou em cima de uma casa e agora estamos esperando acontecer algo de grave para que eles possam tomar alguma providência. Detalhe: já estou pedindo isso desde que moro lá. E em relação ao mato, continua crescendo e virou um verdadeiro ninho e cobra.Prefeitura por favor, saibam que o Jd. Marcelino existe. Não temos nem esgoto na rua.

Mensagem enviada dia 04/02/2009
Nome:  Alcides
Assunto:  Mais sobre a avenida conturbada.
E-mail:  [email protected]
O problema da Avenida dos Estudantes de fato é um caso de Policia .Foi se avolumando à medida que as autoridades (Executivo e Legislativo) cruzaram os braços de deixaram ao sabor dos interesses escusos de alguns. Se a fiscalização realmente funcionasse: cobrando de quem deveria ser cobrado. Realmente fiscalizado e não só lendo o que está escrito num alvará que permite funcionamento até alta madrugada. Será que lá não é lá que está sendo permitida a perturbação do sossego dos moradores por não impor nenhuma restrição ou por não cobrá-la? Será que não seria correto uma fiscalização noturna para constatar o motivo de tantas reclamações? Se “há fumaça, há fogo”. Fumaça é o que não falta por lá. O desleixo foi tanto que agora é um caso de Polícia. A impressão que dá é mesmo de algo “orquestrado” cujas consequências recaem sobre os moradores, Escolas e Hospital enquanto outros se locupletam. Todos os moradores das proximidades da referida avenida deveriam acionar as autoridades Pede-se a atual ao Executivo que exija rigor na fiscalização e nas determinações constantes dos Alvarás com pesadas multas aos negligentes. Podemos contar com isso? Pede-se ao Legislativo que regulamente uma Lei do Silêncio para Caieiras.(Esse pedido sempre constou dos relatórios do Conselho do Orçamento Participativo) É a principal alegação dos policiais quando, desesperado por não poder dormir, um morador solicita os serviços deles. O “PSIU”, programa que funciona na capital é um bom exemplo. Podemos contar com isso? Ah! Pode-se também enviar recados às autoridades graças a este ótimo canal que “A Semana “ nos oferece.(Com certeza ele será lido)

Mensagem enviada dia 04/02/2009
Nome:  Paulo
Assunto:  Processo seletivo de professores
E-mail:  [email protected]
Não entendo que exista motivo para realizar processo seletivo para a contratação de professores. Não houve concurso recentemente? Então os profissionais nele habilitados é que teriam que ser chamados, não sendo necessária a realização de novo processo simplificado. Se a nova administração quer mostrar serviço, que o faça do modo correto, afinal de contas os aprovados estudaram e se esforçaram, merecendo ser contratados se houver vagas. Além do mais, processo assim facilitam a corrupção...

Mensagem enviada dia 03/02/2009
Nome:  André [email protected]
Assunto:  reclamação
E-mail:  [email protected]
Boa Noite, Venho por meio desta informar que hoje dia 02/02/2009 que o ônibus de nº 22 168 - DAO 1521 dirigido por um motorista branco, baixo, aparentemente embriagado bateu com o veiculo propositalmente em meu veiculo na Av.: Raimundo Pereira de Magalhães por volta do nº 2.500 ( Prox.: ao Banespa). Houve discução e o mesmo desceu do ônibus com, palavras de baixo calão, ofensas e ameaças. É este o tipo de funcionário que um empresa bem sucedida e conceituada emprega ? Espero que atitudes como estas sejam apuradas e punidas, só assim terão uma boa imagem de vossa empresa. André.

Mensagem enviada dia 03/02/2009
Nome:  João Prado
Assunto:  Avenida Estudantes
E-mail:  [email protected]
Completando a denuncia desse Municipe,o que acontece na avenida não é só caso de Fiscalização da Prefeitura e sim de Policia,todos os tipos de drogas são comercializadas sem nenhuma restrição, onde esta nossa Policia Militar,Policia Civil e nossa Guarda Municipal de Caieiras,bom no caso da Guarda Municipal são bons para fazer multas.Realmente estamos a merce dessas pessoas que se acham donos da cidade¨Donos dos Bares¨não respeitando se quer as pessoas doentes do hospital,qto mais os moradores,e um detalhe tem bar fazendo som até altas horas de Segunda-Feira tambem.então sofremos de Quinta a Segunda-Feira. Autoridades providencia.

Mensagem enviada dia 02/02/2009
Nome:  Alessandro [email protected]
Assunto:  Descaso no Pronto Socorro de Caieiras
E-mail:  [email protected]>
Bom dia, Ontem precisei usar o pronto socorro de Caieiras pois minha esposa estava com suspeita de infecção na urina. Chegamos as 22:30,havia apenas 1 médico de plantão e fomos atendidos às 23:40.Passando os sintomas para o médico ele sem olhar nos nossos olhos ao menos 1 vez,passou uma medicação e pediu um hemograma e um exame de urina. Nos dirigimos ao laboratório onde no corredor ao lado de onde os exames são feitos,havia umas 8 baratas mortas no chão. Tenho fotos e gostaria muito de envia-las para vcs para que ALGUMA ATITUDE SEJA TOMADA (no mínimo) Muito obrigado.N.R. Pode enviar para o email [email protected]

Mensagem enviada dia 02/02/2009
Nome:  alcides
Assunto:  Há sangue na Avenida.
E-mail:  [email protected]
Há sangue na Avenida. A antiga Avenida dos Estudantes , atual “avenida dos meliantes” a cada dia vem se tornando uma praça de guerra graças a invasão de desclassificados atraídos por certos bares que promovem shows madrugada a dentro sem o isolamento acústico ( autoridade que assinou o Alvará(!!!!!) , Sr, Fiscal aguardamos uma visita. Não durante o dia , mas nas madrugadas de quinta a domingo). Aqui há moradores, escolas, Hospital. Aqui acontecem algazarras homéricas, som no último volume em certos bares e veículos estacionados .Quebra de árvores em formação, quebra de garrafas brigas entre gangues que escolheram Caieiras para extravasar sua irracionalidade. Antigamente era só de quinta-feira agora é a partir de quinta. Está a cada dia piorando. Alguns acham que é uma invasão “orquestrada” . Dá para pensar assim... Há sangue na calçada no início da Avenida. Resultado de pancadaria que por lá ocorre com frequência .Até quando , Meu Deus! Comenta-se que ,em outras administrações , por aqui ocorreram mortes. Alguém viu alguma notícia nos jornais regionais? Até quando a Avenida vai continuar “terra de ninguém”?Estamos aguardando a atual administração , que veio para mudar , exigir uma fiscalização eficiente com quem está atraindo para cá forasteiros indesejáveis, bárbaros , pela falta de educação que exibem. Há lei para coibir isso? Então que se cumpra, doa a quem doer. Os munícipes que religiosamente pagam seus impostos estão com menos direitos que os bárbaros invasores. Estamos com muita pressa? Não, aguardamos isso há anos e só vem piorando.

Mensagem enviada dia 30/01/2009
Nome:  MARIA CLAUDIA OLIEIRA TAMBELLINI
Assunto:  CONCUSO PÚPLICO
E-mail:  [email protected]
Pedir esclarecimentos e como seguir o andamento realizado pela ASSECONP ASSESSORIA EM CONCURSOS PÚBLICO. Código do concurso: 116 - Cargo Enfermeiro . Realizado em 2007. Agurado resposta, Claudia Tambellini***N.R. Entrar em contato com o gabinete do prefeito através do site: www.prefeituradecaierias.com.br

Mensagem enviada dia 28/01/2009
Nome:  Simone
Assunto:  auxílio desemprego
estou com problemas para receber meu auxilio desemprego, o processo simplesmente desapareceu, dei entrada no PAT de Caieiras e tenho o protocolo, a orientação foi para dar entrada novamente no pedido, e a responsabilidade dos servidores públicos como é que fica? -

Mensagem enviada dia 28/01/2009
Nome:  Claudio
Assunto:  medidor do lixão
gostaria de saber qual é o aparelho que voces usam para medir o cheiro do lixão da cavo.Nota da Redação: Nariz humano.

Navegação:   Anterior | 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | Próxima

Atenção:
As mensagens são publicadas na integra, e não passam por revisão ortográfica, a fim de preservar o original. O Jornal A Semana não se responsabiliza pelo conteúdo das mensagens, cabe as autoridades competentes verificar a veracidade das mesmas e tomar as devidas providências. As mensagens enviadas para a coluna "Fala Cidadão" não refletem a opinião do Jornal A Semana, que se pauta no direito de expressão dos leitores.

Voltar