» Colunas » Economia

15/09/2015
O trote do pacote

È só mais um para dourar a pílula, visa fechar as contas de 2016 e quiça chegar a 2018 quando a dívida interna fará contato com os brasileiros, a cpmf termina e a explosão será gloriosa. Assim pode ser o final do lulapetismo ou a tragédia anunciada em 2008.

Criar ou aumentar impostos é uma solução muito "criativa" para pagar gastos públicos descontrolados, o congresso vai ficar com a batata quente na mão e assumir a responsabilidade, piada de mal gosto, a única coisa que os deputados e senadores sabem fazer muito bem é usar e abusar das mordomias pagas pelo contribuinte.

Dilma estrebucha para manter-se no poder, lula provavelmente não sabe de nada e espera com muita fé em São Bernardo o ano de sua volta triunfal nos braços do povo, tal qual Getulio Vargas o primeiro pai do povo, pelo menos Getulio foi coerente, quando viu o mar de lama que estava metido, suicidou-se  com  uma bala no peito, foi altruísta  com a Nação.

Economistas cansaram de alertar os governos petistas que a conta salgada viria, mas sabem como é, Deus é brasileiro ou parecia ser, ou cansou. Em resposta diziam que os fundamentos da economia eram sólidos, mas  fundamentos econômicos  sólidos só os Estados Unidos porque tem as impressoras de dólar, se não tivessem é  muito provável que a situação seria outra.

Desnecessário remoer as roubalheiras  e alucinações praticadas, a esta altura todo brasileiro e o mundo sabe. Uma delas merece ser comentada a exaustão, o câmbio, eterno vilão e pesadelo dos economistas. O real valorizado foi mantido artificialmente durante anos a fio, criando a ilusão de uma economia forte, saudável. Também nisso os economistas alertaram, a conversão da entrada de bilhões de dólares em reais, principalmente pelo capital especulativo, iria criar uma armadilha  difícil de sair.

Ninguém deu muita bola para os alertas, afinal todos estavam se  locupletando de uma forma ou outra do milagre lulapetista. Até os comentaristas da TV falavam entusiasmados sobre a economia, e o professor Mantega repetindo sua frase predileta...  "os fundamentos da nossa economia são sólidos..." o professor não é nenhum idiota, porque concordou e implantou tal modelo de economia que sempre foi um engodo, um disparate?. Talvez nunca venhamos a saber.


A  crise é tão grave que pode vir pacote em cima de pacote, que não vai  resolver,  se não houver um corte linear no orçamento, sem dó nem piedade, mas quem ousaria  tal façanha ? . Infelizmente o País não tem mais governo, continua no velho esquema de cada poder da República ser uma corporação voltada para manter sua fatia no bolo orçamentário, daqui a pouco vão perceber que o bolo acabou, só sobrou a tábua.


É preciso que a política rasteira tenha fim, que o povo pare de votar em político nanico, deixar o mercado  tornar-se competitivo, acabar com leis que dão pseudo direitos, aliviar e não aumentar a carga tributária, o dólar a R$4,00 é um exemplo de como a economia reage, voltou  a incentivar a indústria nacional ainda que timidamente, o problema é  recuperar a indústria esfacelada pelo lulapetismo, milhares de pequenas empresas sucumbiram nesse período, já fabricamos de tudo mas hoje quem sabe fabricar um simples guarda chuva ?.


Deu nisso, o governo passando a conta para nós, os mansos contribuintes , pagar pelas idiotices , roubalheira e sonho de manter o poder, podre ,diga-se de passagem.
 


Edson Navarro - economista

Leia outras matérias desta seção
 » Licitação: erros primários ou propositais?
 » Coronavírus vai custar caro para Caieiras
 » Pequenas empresas: sobrevivência a pandemia
 » Guedes inventa um pássaro sem asas
 » Redução de jornada e salário e suspensão de contratos
 » Crédito para micro e pequenas empresas
 » Redução do salário e jornada de trabalho-STF
 » Coronavírus vai deixar uma herança amarga
 » Na crise use a criatividade
 » Coronavírus:respiradores, a improvisação nacional
 » Coronavírus: Dia da mentira ou dos políticos, como queiram
 » Economistas dão sugestões para amenizar a crise
 » Pandemia ou Pandemônio ?
 » Pandemia real ou fabricada?
 » PIB - Produto Interno Brocha
 » Prefeitos inteligentes: último ano é crucial
 » Aplicações em "Perda Fixa"
 » Gastos Públicos: aprenda como funciona
 » Martin Azpilcueta Navarro o Dr.Navarro
 » Carry Trade e Forward Premium Puzzle: Edson Navarro Jr.



Voltar