» Colunas » Saúde

17/10/2017
Como se Livrar de Catarro na Garganta

Como se Livrar de Catarro na Garganta Sem Remédios

Tome chá de limão com mel. Compre ou faça esse produto — misturando duas colheres de chá de suco de limão com uma xícara de água morna. A acidez da fruta dissolve o muco. Acrescente uma colher de sopa de mel para aliviar a dor na garganta.

Consuma alimentos apimentados. Seu nariz já escorreu depois que você usou wasabi num prato? Produtos apimentados, como essa raiz-forte japonesa, e pimenta, são descongestionantes e podem dissolver um pouco do muco.

Tome ensopados e líquidos quentes. Chá, sopa de frango e afins podem manter você bem alimentado e dissolver parte do muco na garganta.

Gargareje água com sal. Misture ½ colher de chá de sal com uma xícara de água morna e bocheche tudo com a cabeça inclinada para trás.

Coma torradas. Esse alimento "raspa" a garganta aos poucos, soltando o muco preso no local e levando-o até o estômago.

Beba bastante água. A alta produção de muco pode indicar que seu corpo está tentando impedir a ação de alguma doença — ou seja, seu sistema imunológico está trabalhando à exaustão. Para evitar problemas, tome a quantidade suficiente de água.

Beba uma colher de chá de vinagre de sidra. Embora não tenha um gosto muito agradável, o produto funciona. Engula-o o mais rápido possível e espere entre cinco e dez segundos. Se ainda sentir o sabor na boca, beba um pouco d'água.

Pare de fumar. Pelo menos, evite o cigarro enquanto estiver com excesso de muco na garganta. Esse hábito resseca as cordas vocais e, assim, força o corpo a produzir mais catarro para tentar repor a umidade perdida.

Muitos estudos conduzidos em diversos países já mostraram que existe uma correlação entre o fumo e a produção de muco. Se você é fumante, use adesivos de nicotina enquanto o problema se resolve.

Evite laticínios. Leite e produtos semelhantes fazem o corpo produzir mais muco.[2] Ademais, em algumas pessoas, o teor de gordura do líquido deixa o catarro mais espesso.

Não se exponha a compostos químicos nocivos (não importa qual seja seu estado de agregação). Vapores de tintas, produtos de limpeza e afins podem prejudicar a função respiratória do corpo.

Tome um banho quente ou inale vapor d'água. O calor liberado pelo líquido pode deixar o muco mais solto.

Se possível, use um vaporizador. Tente deixar seu quarto com um nível adequado de umidade, de modo a aliviar a dor na garganta — mas sem transformar o local na Floresta Amazônica.

Sempre que possível, zumba ("cantarole"). Especialistas acreditam que as vibrações das cordas vocais ajudam a soltar o muco na garganta.

Lembre-se de "cuspir, não engolir". Tenha sempre lenços à disposição para o caso de ter de expelir muco com discrição; por fim, tente não engolir catarro.

É bom gargarejar para limpar a garganta e aliviar as dores.

Durma com vários travesseiros empilhados para respirar melhor e tossir menos.

Tome um xarope mentolado para aliviar o incômodo.

Não tussa com muita força, ou pode prejudicar sua garganta (ou até uma costela ou os músculos do local).

Aqueça a região do pescoço — a menos que esteja com febre.

Cubra a cabeça, as orelhas e o pescoço com um cachecol ou lenço para reduzir a tosse enquanto estiver deitado.

Evite açúcar, xaropes ou doces.

Continue consumindo líquidos para ficar bem hidratado e acelerar a recuperação.

Passe Vick Vaporub nos pés à noite; depois, calce meias para dormir em paz. Acredite: isso funciona! Além disso, é ótimo para bebês — que não podem receber o medicamento no peito, já que ele é muito forte.

Beba muitos fluidos, principalmente água morna.

Se tomar muita água morna e cuspi-la logo em seguida, pode conseguir remover o muco da garganta.

Se tossir sangue ou tiver falta de ar ou dificuldade para respirar, vá ao médico imediatamente ou chame uma ambulância.

Se tossir muco de coloração amarelada ou esverdeada, vá ao médico.

Fontes e Citações

↑ http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC464910/

↑ http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/2154152/

↑ http://www.mayoclinic.com/health/phlegm/AN01455

 

https://pt.wikihow.com/se-Livrar-de-Catarro-na-Garganta-Sem-Rem%C3%A9dios

MAIS INFORMAÇÕES

Elimine o catarro de forma saudável

A melhor forma para eliminar o catarro quando há um quadro clínico envolvido é por meio da tosse e expectoração, mas nunca forçar. "Esse esforço pode gerar dor muscular, vômitos, rompimento de pequenos vasos nas vias aéreas e, em casos extremos, até fratura de arcos costais", afirma Ciro Kirchenchtejn. Para catarros muito espessos e difíceis de ser eliminados, o ideal é prosseguir com o tratamento indicado pelo médico e beber muita água para ajudar na diluição do muco e facilitar sua eliminação. "Se o catarro não for expelido das vias aéreas, pode haver acúmulo e entupimento de determinados brônquios, além de favorecer a proliferação de bactérias, pois pode servir como meio de cultura", alerta Ciro. O muco não eliminado pode gerar problemas como sinusite e rinite crônicas.

Caso a pessoa tenha uma produção de catarro crônica, o ideal é procurar ajuda médica e seguir as instruções para sua eliminação. Geralmente, o muco excessivo está relacionado a alguma condição de saúde, que pode ser branda ou grave - mas em todos os casos deve ser investigada.

Quadro comparativo
 

Cor

Consistência

Odor

Comentário

Claro/Branco

Fino/Grosso

Nenhum

Normal. Se excessivo, possibilidade de quadros alérgicos ou virais.

Branco

Grosso

Nenhum

Primeiro sinal de problema. Pode ser desidratação. Ingestão de líquidos.

Amarelado

Grosso

Nenhum ou leve

Infecção respiratória superior (rinites, sinusites, laringites), geralmente viral ou início de infecção bacteriana. Ingestão de líquidos e repouso são recomendados. Se sintomas persistirem por mais de 07 dias ou piorarem rapidamente, avaliação médica torna-se necessária.

Amarelado a esverdeado

Grosso

Leve

Infecção, geralmente bacteriana. Avaliação médica necessária.

Amarelo escuro

Grosso

Moderado

Infecção mais grave, geralmente de origem pulmonar e brônquica (pneumonia). Avaliação médica necessária.

Cor de café

Grosso

Moderado

Infecção grave de pulmões e brônquios com sangramento ou gangrene.

Rajas de sangue

 

 

Infecção brônquica ou trato superior, na qual a tosse persistente feriu a mucosa. Avaliação médica necessária se persistir.

Sangue volumoso

 

 

Infecção pulmonar ou brônquica com lesão. Avaliação médica necessária.

 

 



Leia outras matérias desta seção
 » Coronavírus: inflamassomas
 » O calor veio para ficar
 » Artrite reumatóide x hemopressina
 » Cirurgia combinada catarata mais buraco macular
 » Coronavírus o que temos hoje para combater
 » Própolis vermelha é anticancerígena
 » Catarata: proteína pode estar ligada a ela
 » Coronavírus: Vitamina D ajuda
 » Bactérias da Antartica contra o câncer
 » Corticóides contra o coronavírus
 » Zolgensma o absurdo de US$ 2 milhões
 » Com tratamento precoce risco de morte cai
 » Colchicina age contra o coronavírus
 » Tuberculose novos fármacos para o futuro
 » Coronavírus: perda repentina do olfato
 » Coma Ovo.....ou não ?
 » Guaraná contra o diabetes tipo 2
 » Nova terapia para o mal de Parkinson
 » Coronavírus são seis tipos com sintomas diferentes
 » Coronavírus: teste pelo plano de saúde


Voltar