17/01/2020
A mulher do Espelho

O início de novas crônicas

Boa noite: Ainda a tempo! Aqui são 20:40!.

Mais uma vez, você sempre me surpreendendo e apoiando ainda que sem saber. Mas não escrever muito porque fiz dois textos que são o retrato do que eu sinto nestes tempos. Quero muito conversar com você! Mas antes preciso que você leia o que escrevi. E isto só será possível no fim de semana porque tenho que corrigi-los.

Tentei terminar hoje mas uma crise de pânico resolveu rondar meu começo de noite. Meu filho esta fazendo exames desde terça feira porque esta com urina no sangue. E eu preocupada. Sei que não sera nada mais grave mas meu marido ligou para dizer que ele precisara fazer um ultrassom amanha. Você sabe que ha um fio tênue entre a lucidez e a paranoia (loucura), e quando as duas brincam de “esconde esconde”, sinto-me num labirinto.

Sabe, eu escrevo e ate com certa frequência mas a maioria das vezes boicoto meus textos. E a razão é única : medo do fracasso, da mediocridade, de querer e não conseguir. E estou escondida embaixo da mesa confessando isto. Não acredito em mim e isto atormenta TODOS OS MEUS DIAS.

Desculpa, ja estou aqui “verborrágica”! Depois do exame do meu filho, terminarei a correção para enviar. Gostei muito das suas ideias e vou buscar a mulher do espelho. Talvez seja um pouco confuso a principio mas eu encontrarei uma maneira. Um beijo no seu coração de gigante . “E num destes encontros hei de sentir mais uma vez o amor sem fronteiras, genuíno e absoluto em seu principio de eterno. Dorme, dorme com sua alma para que eu desperte pelas mãos de Morfeu naquele mundo de fadas e possa contar como foi bom mais uma vez te encontrar” Ass...mulher do espelho. ". 



Leia outras matérias desta seção
 » Estado neardenthal?
 » No mundo dos "Es", pensando como pensar
 » Pensando como pensar
 » 2020 - Cicatrizes na alma
 » João, Pedro e Rita - parte II
 » O mês do cachorro louco
 » O peso das coisas
 » João, Pedro e Rita
 » E se tudo isso não passar
 » Diário caótico sobre o coronavírus
 » Oração de aniversário
 » Encontros & Desencontros II
 » Encontros & Desencontros e o tempo
 » O tempo e a mulher do espelho
 » A mulher do Espelho
 » Sou mas quem não é (pirada)
 » Biblioteca
 » Carta para os olhos vazarem
 » Férias no paraíso, pero no mucho.
 » A dificuldade de recomeçar
 » Texto exclusivamente feminino
 » Meu Amigo!
 » O incêndio no Museu Nacional
 » Diário de uma jovem Mãe
 » Depressão: O beijo da morte
 » Depressão: os ruídos
 » A bolsa misteriosa de Anabella
 » Amizade
 » Em Terra de cego quem tem olho é rei?
 » Inspiração
 » Se disser que esperará, espere!
 » Eu acredito na humanidade!
 » A bituca de cigarro
 » Os filhos voam!
 » Ser limpante ou o trabalho caseiro
 » Carícia da vida
 » A verdade
 » As palavras matam ou morrem ?
 » Matemática simples
 » Família um conceito complexo
 » Altruísta egoísta
 » A pequena bolsa de Anabella
 » À deriva (?)
 » Adeus ano velho
 » Quando o bem não faz bem!
 » Forever
 » Quero Poetar!
 » “O Abutre”!
 » Me permito amar?
 » Quebrar-se
 » A felicidade
 » Impiedoso tempo
 » Quem sou eu ?
 » Esquecer
 » Esquecer @? - Olvidar
 » Fragmentos II
 » Fragmentos
 » Despertemos!
 » Transe no deserto
 » Destino ridículo !
 » O cortiço da vida
 » Círculo de desafetos
 » Sou um vulcão
 » Conversa com a àrvore
 » Encerrar ou cerrar ciclos?
 » A “basura” no México
 » Doença de amor
 » Poesia
 » As regras da vida
 » Os grandes homens....
 » Prelúdio à loucura
 » Razões para amar? Razões para o amor?
 » O mundo perdido dos sonhos!
 » Devaneios de um cérebro ?

Voltar