» Colunas » Saúde

12/05/2011
Dengue, cuidado com o paracetamol

A Dengue nossa de cada dia

A dengue está de volta! Na verdade ela nunca foi embora de vez, e as razões são claras: tem como vetor o Aedes aegypti, mosquito super bem adaptado ao caos urbano em que vivemos, além do fato de nos encontrarmos em um país tropical, isto é, muita chuva e médias e altas temperaturas o ano todo.

Agravantes:

Este verão que se aproxima traz presságios nada tranquilizadores. Em primeiro lugar, é muito, muito provável a re-entrada em nosso país do vírus da dengue tipo 4, já que casos estão sendo registrados em Boa Vista (Roraima). Como este tipo viral não circula entre nós há décadas, praticamente quase toda população brasileira é susceptível, isto é, não tem imunidade contra ele.

Para completar, o vírus tipo 1, dos mais agressivos entre os vírus da dengue, que havia se recolhido desde a década de 90, quando causou grave epidemia no Rio de Janeiro, voltou a registrar os primeiros casos agora em outubro. Assim, devemos estar preparados, porque tudo indica que teremos pela frente uma epidemia de grandes proporções.

Prevenção das mortes:

Além dos cuidados habituais - acúmulo de lixo e água parada - é preciso considerar seriamente as medidas necessárias para não tornar graves os casos de dengue:

1- Repouso por 1 semana.
2- Dieta leve.
3- Ingestão abundante de líquidos: água, sucos, chás..
4- NÃO TOMAR NENHUMA MEDICAÇÃO QUE SEJA LESIVA AO FÍGADO, QUE É O RESPONSÁVEL PELA PRODUÇÃO DOS FATORES DE COAGULAÇÃO.

As autoridades médicas e de Saúde Pública não podem mais continuar ignorando que a dengue na verdade, é uma hepatite causada pelo vírus da dengue!

Devido a tudo isto, devemos fazer uso apenas da Dipirona para combater a febre e as dores no corpo, evitando a todo custo o Paracetamol, por se tratar de uma droga muito perigosa nos casos em que o fígado encontra-se inflamado.

Porque hoje sabemos que os pacientes que tomam o Paracetamol na Dengue, são exatamente os que apresentam os quadros graves, hemorrágicos, que evoluem para morte.
E é revoltante que nada seja feito em relação a isto.

Dr. Renan Marino

web

Leia outras matérias desta seção
 » Leishmaniose tem mecanismo desvendado
 » Nova abordagem para metástese
 » Quais as diferenças entre as vacinas
 » Coronavírus: A variante Indiana
 » Cárie infantil RX não é indicado
 » Vacinas quando tomar a 2ª dose
 » Vacinas: quanto tempo dura a proteção?
 » CoronaVac para além dos anticorpos
 » Vacinar 15% da população é
 » Coronavírus só a idade não é fator determinante
 » Coronavírus: não existe mais grupos de risco
 » Vitaminas em excesso são prejudiciais
 » Coronavírus x Gripe espanhola a história se repete
 » Coronavírus: Aspirina pode ser benéfica
 » Coronavírus: Macrófago é um dos vilões
 » Coronavírus:Pode permanecer mais de 14 dias no organismo
 » Coronavírus:Pacientes resistentes podem ajudar
 » Leucemia linfoide aguda (LLA),
 » Coronavírus:Antiviral é aprovado
 » Coronavírus:catástrofe iminente


Voltar