» Colunas » Editorial

23/03/2014
O fim das passeatas pacíficas ? uma conspiração ?. de quem?.

No começo  das passeatas o vandalismo foi combatido pela polícia como era de sua obrigação, os legítimos protestos de um povo descontente com os rumos do País foram crescendo. Afinal, é tanta corrupção e inversão de valores que  o copo d'agua transbordou.

As manifestações deixaram as autoridades perplexas, sob o ponto de vista deles ninguém tinha ou tem motivo para protestar, segundo elas milhões de brasileiros sairam da miséria absoluta e  são considerados classe média baixa, o cálculo para tal inclusão é que são elas, a renda pessoal passou de R$199,00 para R$200,00 (só um exemplo) ou seja um real provocou a ascensão mágica.

No período Lula com dolar entrando a vontade no caixa do governo, a contra partida em reais comeu solto, incentivou-se o consumo para fugir de uma crise mundial sem precedentes, Dilma elegeu-se sem dificuldade e agora tem que pagar a conta, além é  claro de protagonizar os seus próprios equívocos.

 Escândalos pipocam sem parar e não são roubo de roupa no varal, roubam bilhões, os mais velhos vão sendo esquecidos pela ordem crescente de valores.  O PSDB com um quadro político até então insuspeito, entrou na dança e conseguiu se igualar ao  PT, ficou nú, os demais partidos são o de sempre, contentam-se com as migalhas, puro fisiologismo.

Com o povo aumentando nas ruas mostrando todo seu descontentamento era preciso reagir, começa agora a surgir algumas especulações de como teria sido essa reação, provocar o vandalismo nos protestos, não deixar a polícia agir e acabar de vez com essa “ingratidão popular”.

Pelo menos é o que alguns promotores e militares da reserva andam  dizendo, se assim foi a  velha e surrada tática surtiu efeito. Mas existem paradoxos, na semana passada a  Ceagesp  sob administração petista foi violentamente atacada e sofreu grandes prejuízos patrimoniais, outras ações destrutivas contra a propriedade particular e governos de outros partidos, também sofrem com a violência.

Fica a pergunta a ser respondida pelos órgãos de inteligência: de quem parte as ordens e financia os vândalos ?. A quem interessa desestabilizar o País  e criar o caos ?. Aos partidos políticos ? é dar um tiro no pé. Ao crime organizado?  o objetivo é o dinheiro a ideologia política passa longe deles. Aos comunistas ? perderam o trem da história e quase desapareceram da face da terra, exceto alguns  que ainda não foram avisados que a guerra acabou a muitos anos. Aos militares ?  baderna e caos não condizem com a natureza deles. Ao poder econômico? o que teria a ganhar? . A igreja? O Papa Chico não é exatamente um Frei Boff. As minorias ? criminosos comuns, rebeldes sem causa ?. A quem então?.

Uma coisa é certa a maioria do povo brasileiro não aguenta mais ser governado por incompetentes, desonestos, apátridas, sejam eles de qualquer  poder da república, e deixam isso bem claro nos protestos, sufocar pela violência esse sentimento é aumentar o poder da bomba relógio, uma questão de tempo para explodir.

 


Edson Navarro

Leia outras matérias desta seção
 » Liberdade de Imprensa
 » Caieiras: As trapalhadas do Gilmar
 » Caieiras:Mais um imbróglio da gestão Gilmar
 » Caieiras:Despesas de 2021 tem limite ultrapassado
 » Lagoinha e seus Jabutis
 » Recado para prefeitos "distraídos" ou caloteiros
 » Caieiras:Prefeitura inova na execução fiscal
 » Caieiras:Como cutucar a onça com vara curta
 » Caieiras:Professores quem liga para eles?
 » Caieiras: Prefeito corre o risco de virar peneira
 » Caieiras:Exemplo de como gastar o dinheiro público
 » Lagoinha o rei dos imbróglios, agora é o subsídio!
 » Semeando a discórdia
 » As licitações "bomba relógio" em Caieiras
 » Caieiras: O Município que nada em dinheiro
 » Dr. Peter (Juiz da Comarca) rejeita queixa crime do prefeito lagoinha contra o vice, dr. cleber
 » Prefeitos: Receita infalível para se tornar inelegível
 » Guedes inventa um pássaro sem asas
 » Janio Quadros: faz quase 40 anos que esteve em Caieiras
 » Caieiras: a loucademia de maus políticos



Voltar