» Colunas » Editorial

07/11/2017
Tapando buraco sem fundo

Caieiras: Alíquotas do ISS tem aumento

A Lei Complementar n. 4976/17 que disciplinou o imposto sobre serviços no Município, elevou quase todas as alíquotas para 5% do valor dos serviços prestados.

Em reunião na Associação Comercial Industrial e de Serviços de Caieiras, os empresários mostraram descontentamento com a medida, alegaram que a carga tributária já é insuportável sem esse aumento.

Se a administração pública não reduzir os gastos jamais conseguirá equilibrar as contas, aumentar impostos é uma solução fácil e equivocada, não funciona a longo prazo se as despesas continuarem maiores que as receitas. Aliás são cálculos que as donas de casa sabem fazer com maestria, é o velho chavão “se sair mais do que entra “nóis” quebra.”

Os buracos no orçamento público existem também por conta da velha e conhecida  manobra, ou atualmente como é conhecida, " contabilidade criativa", que consiste  em superestimar a receita e  em cima dela fixar a despesa. Isso cria a ilusão nos iletrados que podem gastar o valor estimado, pura incompetência profissional dos orçamentistas ou malandragem mesmo.

Outro fator que não agradou foi a forma ditatorial como a alteração foi imposta, o prefeito simplesmente mandou o projeto de Lei para a Câmara e os Vereadores aprovaram sem ouvir os setores envolvidos. Resquícios da "saudosa" ditadura militar ?.

Enfim, os contribuintes de ISS no Município que se preparem para pagar mais a partir de 2018 e ajudar a tapar o buraco sem fundo.

 


Edson Navarro-economista

Leia outras matérias desta seção
 » Caieiras: A história vai se repetir ?
 » O transporte público em Caieiras
 » Registro de Preços - Merenda Escolar
 » Caieiras: O desabafo pesado do Vice Prefeito
 » E o buraco nas finanças continua
 » Organizações pilantrópicas
 » Lagoinha e Gersinho qual a diferença ?
 » Caieiras:Multas de trânsito,para onde está indo o dinheiro
 » De filantrópica para Estatal será que muda?
 » Mais de 20 anos depois o Gaema descobre o maior lixão do Brasil
 » TCE adverte Lagoinha, começou cedo!
 » Saúde desnorteada, perigosa e desrespeitosa
 » Lixão: Povo pretende protestar
 » A Lei que choveu no molhado
 » Lei bola de cristal...os políticos videntes
 » Caieiras: A vacina é escassa
 » O prefeito de Caieiras e seu secretariado "alienígena"
 » Previsões para 2021 de Nostradamus
 » Ecos de um governo desastrado
 » Os presentes indesejáveis do TCE



Voltar