07/10/2020
Agora temos contatos, mas não com tatos

A tecnologia cada vez mais vai produzindo em muitas pessoas o senso de se tornarem mais sérias, mais inteligentes, mais adultas e mais profundas em suas relações com outras pessoas de seus contatos via internet. A maravilha desta atualidade é o melhor meio de contato entre as pessoas que se chama Whatsapp. Esse nome “aportuguesado” como tantos outros vieram para melhor se fazer entender e ampliar o idioma português (risos). Hoje em dia, mesmo tendo muitos que não conseguem entender um texto em português, isso não importa, o que importa mesmo é interpretar as palavras que são provenientes de fora deste país, porque elas são mais agradáveis de ouvir do que as nossas que são desagradáveis. Donde vem o ataque ao nosso idioma?

O Whatsapp é uma alegria porque, sua utilização não é para banalidades, trivialidades e para vaidades. Existe muita preocupação entre os whatsappenses com o bem estar do próximo: “Bom dia, tudo bem ai? Ta chovendo ai? Mas que calor, não? O que achou da foto que te mandei? Gostou daquela figurinha que fala sobre o branco das nuvens? E aquela que diz que o amor é tudo na vida? Hoje o meu cachorro cagou na cozinha, coitado. Agora que só ficamos em casa por causa da pandemia, ainda bem que tenho a tua amizade para me tirar desta solidão. Ainda tem aquela vontade que ‘você tinha’? Quer que te mande a foto do meu amor?”

Deixando essas coisas tão importantes de lado, se sabe que têm muitas pessoas que não largam do celular. Onde ele está essas pessoas também estão. Se o celular estiver à mesa do almoço elas estão também, se o celular vai pro banheiro elas também vão, resumindo, o celular participa até dos minutos que se demoram num cocô. Ainda bem que aqui no Brasil, ninguém usa o celular à toa e muito menos o whatsapp. São raros os brasileiros que perdem tempo para enviar besteiras e terem conversa mole com os outros.

Chegou-me outra mensagem agora e é preciso responder: Oi tudo bem? Viu, viu, tá um puta calor aqui. Comprei um chinelo sensacional para andar por ai. Hoje troquei o corinho de uma torneira que estava pingando. Viu, adorei aquela figurinha que você me mandou e a foto também. Mande-me outras. Agora vou tomar um banho gostoso e vou sair para fazer compras. Xiiii, bateria descarregando outra vez. Viu depois nós conversamos. Tenho coisas importantes para te dizer, como, outra receita de bolo. Te mais ver.

Altino Olimpio

Comentário:

De: luciano gonçalves nina <[email protected]>
Enviado: sábado, 3 de outubro de 2020 16:46
Para: altino olimpio <[email protected]>
Assunto: RE: Tecnologia maravilhosa

ola sr Altino grato por manter envio dos textos !!

desculpe-me pela falta de tato mas falando sobre contato e hora de fazer cocô gostaria só de dizer que esta hora é uma hora sagrada que merece mais de 2 minutos !! e recomendo aos nossos médicos residentes que aproveitem este momento sagrado onde "esvaziamos nossa mente de coisas inúteis" para que leiam textos técnicos e científicos para atualização ! Momento de raro sossego e privacidade, sem desperdiçar tempo com estas coisas "úteis" que o Sr citou! (RSS)

Abraço con*tato

Luciano g nina CRM 42164 otorrinolaringologia

prof assistente Faculdade de Medicina de Jundiaí

r poetisa colombina 500 jd Bonfiglioli São Paulo SP 05593010

11-37358605 wapp 11-98775-7732

 

 



Leia outras matérias desta seção
 » Mas que falta de consideração
 » Nada como poder falar e aparecer
 » Minhas andanças por ai
 » Agora temos contatos, mas não com tatos
 » Quem sabe, sabe e conhece bem
 » A enganação parece eterna
 » A grande fraternidade branca
 » Os dias que sempre nos esperam
 » Frases ou lembranças que me chegam
 » O paraíso perdido
 » Penso, logo existo. jargão antigo
 » Os ladrões do tempo
 » A sacanagem não muda
 » Para os que não pensam pensarem
 » Não é tudo que o tempo modifica
 » O braço direito do homem
 » O inexplicável sentido da vida
 » Tempos e contratempos
 » Raciocinar cansa muito
 » Se formos o que pensamos...

Voltar