03/12/2020
Desfez-se da sogra e ninguém se preocupou

Não me lembro do nome do autor de um texto que li na internet que, o antigo Presidente Roosevelt dos Estados Unidos em certa ocasião quis testar o impacto de suas palavras com relação a atenção das pessoas ao exclamar numa reunião a frase “Hoje eu matei a minha sogra” mas, poucos prestaram atenção ao que ele disse. O Presidente Roosevelt quis provar a um de seus assessores que as pessoas não prestavam tanta atenção às suas palavras e ao que ele dizia em certas ocasiões.

Portanto, num de seus discursos donde estavam presentes governadores, presidentes de outros países e outras autoridades ele começou a cumprimentar os componentes de mesa em mesa com um aperto de mão dizendo: "Hoje de manhã eu matei minha sogra e vim para cá". Todos balançaram a cabeça e sorriram carinhosamente para ele. Apenas o último a ser cumprimentado segurou a mão dele e perguntou o que ele estava dizendo. Esse fato até engraçado acontece muito por estes dias atuais. Lembro-me de pessoas que têm esse defeito de não prestar atenção ao que os outros lhes falam.

Não prestam atenção porque ao falarmos com elas, elas estão em pensamento falando com elas mesmas num chamado diálogo interno. Por isso não prestam atenção no que ouvem dos outros nessas ocasiões em que estão distantes ou ausentes de onde estão. Sobre essas pessoas com esses defeitos, ou melhor, sem educação, um amigo do trabalho, o saudoso Humberto Caneloi que lia de tudo o que lhe aparecia pela frente dizia: Pessoas assim vivem na mente. Querendo dizer com isso que, tais pessoas são vítimas do poder que tem os seus pensamentos de distraí-las da atenção que deveriam ter em relação ao que os outros lhes dizem. Dizem mesmo que nestes tempos poucas são as pessoas que sejam boas ouvintes, atrapalhadas que são por terem tantas informações inúteis em suas cabeças.

Altino Olimpio



Leia outras matérias desta seção
 » Mistério insolúvel
 » Os dias tem seus donos
 » A bagunça criada pela mídia e pela internet
 » Sacanagem esportiva
 » A guerra invisível
 » Sanidade prejudicada pela tecnologia
 » Desfez-se da sogra e ninguém se preocupou
 » Os brasileiros sempre foram bondosos
 » Antigamente o absurdo era inconcebível
 » Fim de domingo
 » Mas que falta de consideração
 » Nada como poder falar e aparecer
 » Minhas andanças por ai
 » Agora temos contatos, mas não com tatos
 » Quem sabe, sabe e conhece bem
 » A enganação parece eterna
 » A grande fraternidade branca
 » Os dias que sempre nos esperam
 » Frases ou lembranças que me chegam
 » O paraíso perdido

Voltar