04/09/2023
Tudo termina nas saudades que ficam

Tudo termina nas saudades que ficam

O que é a vida? Ela é um viver de registrar na memória tudo o que nos acontece desde quando nascemos. Incrível como às vezes nos lembramos de fatos irrelevantes que considerávamos impossíveis de relembrar. Então, tudo o que somos são tudo o que fomos que nos estão interiorizados e que são experiências vividas tornadas em lembranças ou recordações. Mas, são como se elas existissem ocultas parecendo não existirem até que um estímulo qualquer as despertem na nossa memória, como, todas as pessoas que conhecemos, mesmo que elas já não estejam neste mundo onde nós ainda estamos. Mesmo não mais existindo elas continuam existindo dentro de nós, isso, quando nos lembramos delas e se queremos até podemos “revê-las” mentalmente como eram.

Nossos entes queridos que já nos deixaram se tornaram saudades. Muitas pessoas tiveram suas vidas transformadas depois que seus entes queridos partiram para sempre. A ausência que eles deixam quando partem podem se tornar numa solidão e até mesmo numa desilusão da vida. Para pessoas que não se conformam com a partida de quem elas tanto amavam, as saudades que lhes ficam mais são de tristeza e melancolia em ter que continuar a viver só sem a companhia de quem amou e que se foi. Com o tempo a passar tão depressa logo nós nos tornamos idosos para ficarmos ausentes dos nossos parentes, dos amigos e dos tantos conhecidos que se foram deixando-nos também as saudades deles.    

Altino Olimpio

https://www.youtube.com/watch?v=WrXd-kfa1CA



Leia outras matérias desta seção
 » Deus, o sol, o mundo e a Natureza
 » Mundo teatro das ilusões e das superstições
 » O tempo está em tudo
 » Somos ou não somos importantes?
 » É verdade que quem morre descansa?
 » O sistema sempre cai
 » Pensar nos pensamentos
 » Ele está voltando
 » Qual é o sentido da vida se é que existe algum?
 » A alma humana em destaque
 » Melhor não seria nós só crermos...
 » Mundo desprotegido
 » Nesta época quantos iluminados existem no mundo?
 » Opiniões ou conclusões impopulares
 » Turismo na UPA de Perus
 » A solução
 » No mundo existem crédulos e incrédulos
 » Joana d’Arc (1412 – 1431)
 » Foram tempos de fascinação
 » Não vou, é muito longe

Voltar