» Colunas » Economia

18/05/2020
Guedes inventa um pássaro sem asas

Grande sabedoria é inventar um pássaro sem asas, descrevê-lo, fazê-lo ver a todos, e acabar acreditando que não há pássaros com asas…"Machado de Assis."

Ouvindo o discurso do Economista Guedes no momento ainda Ministro da Economia, quando ele fala que os brasileiros estão a mercê de meia duzia de bancos, outro tanto de grandes empresas e termina pregando que mudará tudo isso com milhares de empresas sujeitas as leis do mercado, o Adam Smith suspira fundo na cova. 

Livre concorrência é o que se houve a séculos no Brasil mas jamais implantada. Alta carga tributária, burocracia irracional e estúpida, legislação anacrônica e jurássica, toda uma economia voltada e comandada para manter “o status quo” dos meios de produção e dos políticos nanicos.

Um trabalhador protegido eternamente por leis trabalhistas indolentes, corrupção endêmica, etc. Um povo que acredita ser Deus Brasileiro…. E o Papa Argentino (ops, e é mesmo).

Ora Paulo, o Brasil é explorado desde que foi descoberto, aqui é o paraíso dos oportunistas e essa categoria de ser humano vende a Mãe e entrega. O que dizer de um País que paga juros aos “rendeiros” de 3,00% ao ano e empresta a 12% ao mês. e ainda ter que ouvir que essa é a praga, só você descobriu agora.

Praga na economia Paulo é a gestão dos que nos governam que acham que podem gastar mais do que arrecadam exaurindo o Tesouro Nacional, forçando o descontrole da dívida interna. A meia dúzia de bancos simplesmente se aproveita como a séculos tem feito, embora DeGaule jamais tenha dito que este não é um País sério, não é mesmo.

Como explicar que o nosso maior banco tenha virado de fomento para comercial, difícil né Paulo. Explique também para todos os brasileiros essa história de vincular os preços dos combustíveis ao dólar, para beneficiar uma única empresa dita como propriedade dos brasileiros, minha não é porque não tenho uma única ação desse pseudo monopólio. E além disso não tínhamos entrado na Opep a algum tempo atrás, lembra-se, foi no governo dos “trabaiadô”.

Também ouvir que teremos que nos acostumar com o dólar alto e juros baixos,este,  batido pela inflação e impostos não é bem o que aprendi. Paulo você sabe perfeitamente que o câmbio serve para medir as diferenças da economia entre os povos, tem que ser equilibrado e o que temos é um real louco em relação as rotativas dos norte americanos, eles imprimem e nós pagamos a conta. Não tem nenhuma sabedoria nisso, exceto que os nossos exportadores vão lavar a ègua de ganhar dinheiro, em compensação as matérias primas que importamos vão explodir, por exemplo as de medicamentos. 

Deixar o real sofrer a maior desvalorização do mundo em relação ao dólar é política monetária antiga e conhecida, foi praticada pelo Prof. Delfim Neto a décadas para incrementar as exportações, gerar dólares e tirar o País do buraco, teve êxito só que nossas reservas eram zero e agora são bilhões de dólares. Não dá para entender.

Ouvir  que os bilhões de reais economizados pela taxa de juros negativa estão indo para ajudar na crise sanitária que estamos vivendo é meia verdade, o dinheiro repassado está sendo retido pelos bancos, basta ver as notícias diárias. Enquanto isso continuam cobrando “módicas” taxas de 150% ao ano (cheque especial-BCB)

Enfim Paulo se esse governo conseguir acabar com os feudos políticos, a roubalheira generalizada, os privilégios, as armações, o dando que se recebe, fazer as reformas necessárias os investidores voltarão. Por enquanto o seu discurso está criando apenas um pássaro sem asas.

Acrescente no seu discurso Paulo a Constituição do Capistrano  de Abreu, aquela com um só artigo "Todo brasileiro é obrigado a ter vergonha na cara".

 

 


Edson Navarro - Economista

Leia outras matérias desta seção
 » Nova gasolina:perguntas e respostas
 » Reforma Tributária
 » Declaração I.Renda do MEI
 » Organizações Sociais o peso da corrupção
 » Licitação: erros primários ou propositais?
 » Coronavírus vai custar caro para Caieiras
 » Pequenas empresas: sobrevivência a pandemia
 » Guedes inventa um pássaro sem asas
 » Redução de jornada e salário e suspensão de contratos
 » Crédito para micro e pequenas empresas
 » Redução do salário e jornada de trabalho-STF
 » Coronavírus vai deixar uma herança amarga
 » Na crise use a criatividade
 » Coronavírus:respiradores, a improvisação nacional
 » Coronavírus: Dia da mentira ou dos políticos, como queiram
 » Economistas dão sugestões para amenizar a crise
 » Pandemia ou Pandemônio ?
 » Pandemia real ou fabricada?
 » PIB - Produto Interno Brocha
 » Prefeitos inteligentes: último ano é crucial



Voltar