» Colunas » Saúde

24/10/2008
Diabéticos têm duas vezes mais probabilidade de ficar surdos

Estudo americano incluiu 5.140 pessoas com idades entre 20 e 69 anos

Um estudo realizado pelo National Institutes of Health, dos Estados Unidos, confirma a relação existente entre a perda auditiva e o diabetes. Segundo os pesquisadores, os casos de surdez ocorrem duas vezes mais entre pacientes diabéticos do que em pessoas que não têm a doença.

Está comprovado que o diabetes é um claro fator de risco para a perda auditiva. A doença afeta os nervos internos e os vasos sanguíneos do ouvido, o que é visto como a provável causa do aumento do dano auditivo em pessoas diabéticas.

A pesquisa americana incluiu 5.140 indivíduos com idades entre 20 e 69 anos. Quase um em cada dez adultos examinados era diabético. Em 21% daqueles que sofriam de diabetes foi verificada perda auditiva em baixas freqüências e de gama média, em comparação com apenas 9% dos não-diabéticos. A pesquisa revelou também que 54% dos diabéticos têm dificuldades auditivas em altas freqüências, em comparação com 32% dos que não têm a doença.

Os especialistas em audição recomendam que os indivíduos diabéticos façam o exame auditivo para verificar se apresentam algum problema de surdez. O Centro Auditivo Telex, presente em 20 estados, com 65 lojas, realiza testes de audiometria e orienta os pacientes com deficiência auditiva quanto ao uso do melhor aparelho, de acordo com o tipo e o grau de surdez.

Este é o caso de Eliacim Cardoso Mariz, de 72 anos, morador de Niterói, no Grande Rio, que há três meses está usando um aparelho auditivo da Telex. Percebendo que já não ouvia direito, resolveu consultar um otorrino. O médico explicou que além da idade, seu problema auditivo pode ter sido causado pelo diabetes e recomendou o uso de aparelho.

Sabendo da importância de orientar seus clientes, deficientes auditivos, quanto ao diabetes, a franqueada Keyla Castro, da loja da Telex de Campo Grande (Mato Grosso do Sul), teve uma idéia. Além de oferecer exames de audiometria, ela firmou convênio há um ano com uma das lojas da rede Dia a Dia, de produtos para diabéticos. Os clientes têm agora descontos em ambas as lojas, na compra de produtos e aparelhos. Funcionários da Dia a Dia, inclusive, vão até a loja da Telex realizar testes de glicemia em deficientes auditivos.


PortalDiabetes.com.br

Leia outras matérias desta seção
 » Coronavírus:Omega 3 x Covid19
 » Reumatismo e seus vários tipos
 » Colesterol alto x coronavírus
 » Coronavírus:Imunidade cruzada
 » Coronavírus: Porque os Diabéticos correm mais risco
 » Canabidiol desenvolvido na USP chega às farmácias
 » Espinheira santa
 » Coronavírus: Pneumonia silenciosa
 » Coronavírus: Ar condicionado pode espalhar
 » Fakes sobre o coronavírus
 » Coronavírus: Doenças crônicas
 » Alcool gel exige cuidados
 » Coronavírus e o Oxímetro
 » Coronavírus: Uso do anticoagulante heparina
 » A batata Yacon e o diabetes
 » Coronavírus não é pior que as outras pandemias
 » Coronavírus: Remdesivir - antiviral
 » Coronavírus: veja a posição da sua Cidade no ranking de mortes
 » Anita contra o coronavírus
 » Coronavírus: visão geral


Voltar