» Colunas » Saúde

07/05/2010
Sal diet


O sal de cozinha é composto de cloreto de sódio e é justamente o sódio o grande vilão da hipertensão arterial.
5/5/2010 - Minha Vida

O sal diet pode ser útil na dieta do hipertenso, substituindo parte do cloreto de sódio pelo cloreto de potássio sendo duplamente benéfico, por reduzir o sódio e por adicionar potássio, sendo esse último um elemento muito importante na prevenção e no tratamento da hipertensão arterial. Além dos cuidados em relação ao consumo de sal, o paciente hipertenso deve ser estimulado a seguir uma dieta balanceada, privilegiando frutas e verduras, carne magra, laticínios desnatados, grãos e cereais. O aumento do consumo de potássio pode também ser alcançado através do aumento do consumo de frutas e verduras, que pode garantir em média 2 a 4g de potássio/dia. Uma desvantagem do sal diet é o seu menor poder em salgar os alimentos, levando muitos pacientes a utilizá-lo em maior quantidade em seus pratos, aumentando assim o consumo de cloreto de sódio e perdendo sua maior qualidade no tratamento desses pacientes.Uma questão de estilo de vida

A redução da ingestão de álcool também auxilia o controle da pressão arterial naqueles que consomem grandes quantidades de bebidas alcoólicas. Para não passar da conta, a recomendação é a seguinte: a ingestão de bebida alcoólica deve ser limitada a 30g álcool/dia contidas

em 600 ml de cerveja (5% de álcool) ou 250 ml de vinho (12% de álcool) ou 60ml de destilados (whisky, vodka, aguardente - 50% de álcool). Este limite deve ser reduzido à metade para homens de baixo peso, mulheres e indivíduos com sobrepeso e/ou triglicérides elevados, lembrando também do elevado valor calórico do álcool, 7 calorias por grama, o que torna a sua ingestão freqüente arriscada para os pacientes com sobrepeso ou obesidade. Além da dieta, outras medidas potencialmente úteis no tratamento da hipertensão arterial são a prática de atividade física regular, o abandono do tabagismo, o controle do estresse e a manutenção do tratamento medicamentoso, quando houver prescrição médica para tal.

Recomendações dietéticas para hipertensos

Preferir:
-Alimentos cozidos, assados, grelhados ou refogados;
-Temperos naturais: limão, ervas, alho, cebola, salsa e cebolinha;
-Verduras, legumes, frutas, grãos e fibras;

- Peixes e aves preparadas sem pele;
- Produtos lácteos desnatados.

Limitar:

-Sal; álcool; gema de ovo: no máximo três/semana; -Crustáceos; -Margarinas, dando preferência às cremosas, alvarinas e ricas em fitosterol.

Evitar:
-Açúcares e doces;
-Frituras;
-Derivados de leite na forma integral, com gordura;
-Carnes vermelhas com gordura aparente e vísceras;
-Alimentos processados e industrializados: embutidos, conservas, enlatados, defumados e salgados de pacote.
Fonte: Diretrizes AMB-CFM

Como você controla a hipertensão?

Fonte : Dra Ellen Simone Paiva - http://minhavida.uol.com.br
Especialidade: Endocrinologia e nutrologia
 


Leia outras matérias desta seção
 » Nova droga pode reverter Demência
 » Doença grave x Espiritualidade
 » Insônia
 » Stents-bypass ou medicamentos ?
 » Própolis verde
 » Exames de sangue para que servem
 » Exame de Urina tipo 1
 » Estatinas aumentam risco de osteoporose
 » Diabetes tipo 2 - protocolo oficial da SBD - 2019
 » Cocô ! Tratado Geral
 » Dieta Cetogênica
 » Manteiga Ghee como fazer
 » Coração x Café
 » Câncer x Café
 » Terapia anti-câncer CAR-T - USP
 » Própolis - USP-ESALQ
 » Cera de ouvido detecta câncer
 » HPN Hidrocefalia de pressão normal
 » Sal do Himalaia não é o que dizem
 » Insuficiência cardíaca: novo medicamento


Voltar