» Colunas » Saúde

04/08/2010
Diabetes na infância

Noticias

Diabetes na adolescência e juventude
4/8/2010 - Diabetes

Final de semana com todo o tempo do mundo para curtir e, depois, é só ficar na boa, sem correria ou horário para acordar. Tudo bem “susse”. E, para completar, uma galera animada e disposta a cair na “night”. Quem resiste? Ninguém. E, também, nem precisa. É só se precaver, tomar alguns cuidados antes de ir para a balada, que tudo vai dar certo, garante a educadora em diabetes Esther Pinto, do Diabest – Centro de Educação em Diabetes e Obesidade, do Rio de Janeiro.

Esther explica que ir a uma balada e dançar a noite inteira equivale a se exercitar em uma atividade física. Por isso, é aconselhável medir a glicemia antes de sair e fazer eventuais correções caso ela esteja muito baixa ou muito alta. Ela aconselha também a que se leve o glicosímetro para verificar as taxas em caso de necessidade e, ainda, uma balinha ou equivalente, para o caso de uma hipoglicemia repentina.

Para evitar surpresas, é preciso alimentar-se normalmente antes de sair. Assim, o jantar deve ser o que habitualmente a pessoa ingere, como arroz, legumes, verduras, carnes magras, frutas. Nem se deve exagerar numa nem pular uma refeição e, se a glicose baixar muito durante a noite, pode-se resolver o problema com um lanchinho noturno.

A bebida alcoólica nunca é aconselhada mas, se a pessoa não resistir, deve procurar ser moderada e lembrar que no primeiro momento, por ser altamente calóricas, as biritas elevam a glicemia. Depois de cinco ou seis horas, porém, o álcool faz o papel inverso, ou seja, pode provocar uma hipoglicemia. O aconselhável é conversar antes com o nutricionista para verificar como a bebida poderia estar incluída no plano alimentar geral, em termos de contagem de carboidratos, e o que e quando comer para evitar riscos.

A educadora também adverte que é necessário estar bem hidratado. Afinal, álcool, movimentação excessiva, ambientes fechados e quentes podem provocar desidratação em qualquer um. Muita água ou refrigerante dietético reidratam o organismo e deixam tudo equilibrado novamente.

No dia seguinte, também é preciso se cuidar. Por mais tarde que chegue em casa, o certo é acordar na hora rotineira para medir a glicemia e tomar o café da manhã. Depois, se quiser, é só voltar para a cama e curtir o descanso de domingo para repor as energias e ficar pronto para a semana.

Fonte : " Diabetes Nós Cuidamos "


Leia outras matérias desta seção
 » Coronavírus:Imunidade cruzada
 » Coronavírus: Porque os Diabéticos correm mais risco
 » Canabidiol desenvolvido na USP chega às farmácias
 » Espinheira santa
 » Coronavírus: Pneumonia silenciosa
 » Coronavírus: Ar condicionado pode espalhar
 » Fakes sobre o coronavírus
 » Coronavírus: Doenças crônicas
 » Alcool gel exige cuidados
 » Coronavírus e o Oxímetro
 » Coronavírus: Uso do anticoagulante heparina
 » A batata Yacon e o diabetes
 » Coronavírus não é pior que as outras pandemias
 » Coronavírus: Remdesivir - antiviral
 » Coronavírus: veja a posição da sua Cidade no ranking de mortes
 » Anita contra o coronavírus
 » Coronavírus: visão geral
 » Coronavírus: Mais um medicamento parece que funciona
 » Coronavírus: perguntas e respostas atualizadas
 » Coronavírus; hidroxicloroquina + Azitromicina = cura ?


Voltar