» Colunas » Saúde

04/01/2012
Sono ruim aumenta problemas de saúde e comportamento em diabéticos jovens.

Estudo relaciona pior controle da taxa de açúcar no sangue, desempenho escolar mais baixo e comportamento ruim à má qualidade do sono em diabético jovens.

"Apesar de aderirem às recomendações para a boa saúde do diabético, muitos jovens com diabetes tipo 1 têm dificuldade em manter o controle de seu açúcar no sangue. Nós descobrimos que isso poderia dever-se a anormalidades no sono, como a sonolência diurna, o sono mais leve e a apneia do sono. Todos estes fatores tornam mais difícil ter um bom controle dos níveis de açúcar no sangue", afirma Michelle Perfect, pesquisadora principal do estudo.

O estudo, publicado na edição de janeiro da revista Sleep, analisou a saúde do sono de 50 diabéticos tipo 1, com idades entre 10 a 16 anos. Perfect e seus colegas compararam os dados com um grupo controle semelhante. Eles descobriram que os diabéticos jovens passam mais tempo em um estágio mais leve do sono do que os jovens sem diabetes, o que estava relacionado com o desempenho escolar comprometido e com os níveis mais elevados de açúcar no sangue.

"Os problemas do sono foram associados às notas mais baixas, ao pior desempenho nos testes padronizados do estado, à má qualidade de vida e às anormalidades no comportamento diurno. Pelo lado positivo, o sono é um comportamento de saúde potencialmente modificável, portanto, estas crianças poderiam ser ajudadas por um profissional qualificado para melhorar a qualidade do sono noturno", Perfect disse.

Perfect e seus colegas também descobriram que quase um terço dos jovens no seu estudo tinha apneia do sono, independentemente do peso. A apneia do sono está associada ao diabetes tipo 2, muitas vezes chamado de diabetes de início na fase adulta. Estes jovens participantes com apneia do sono apresentaram níveis significativamente mais elevados de açúcar no sangue - o mesmo padrão ligado aos adultos.

"A apneia do sono e seu impacto podem não limitar-se às pessoas idosas com diabetes, não sabemos. É algo que precisa ser observado novamente", disse ela.


Portal Diabetes

Leia outras matérias desta seção
 » Bactérias da Antartica contra o câncer
 » Corticóides contra o coronavírus
 » Zolgensma o absurdo de US$ 2 milhões
 » Com tratamento precoce risco de morte cai
 » Colchicina age contra o coronavírus
 » Tuberculose novos fármacos para o futuro
 » Coronavírus: perda repentina do olfato
 » Coma Ovo.....ou não ?
 » Guaraná contra o diabetes tipo 2
 » Nova terapia para o mal de Parkinson
 » Coronavírus são seis tipos com sintomas diferentes
 » Coronavírus: teste pelo plano de saúde
 » A pandemia e a depressão em crianças
 » Coronavírus x tipo sanguineo
 » Pomada para feridas diabéticas
 » Coronavírus:Omega 3 x Covid19
 » Reumatismo e seus vários tipos
 » Colesterol alto x coronavírus
 » Coronavírus:Imunidade cruzada
 » Coronavírus: Porque os Diabéticos correm mais risco


Voltar