» Colunas » Saúde

24/01/2012
Remédios para pressão alta e diabetes ficarão mais baratos até maio.

A Receita Federal deve incluir ao menos 346 medicamentos na lista dos remédios que não têm cobrança de PIS e de Cofins.

A medida poderá deixar os medicamentos 11% mais baratos para o consumidor. A expectativa é que a lista saia até maio.

Segundo Sindusfarma (Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo), a lista terá remédios para tratamentos contínuos ou muito procurados pelos consumidores.

Entre eles estão remédios para o tratamento de câncer, hipertensão, diabetes, osteoporose, além de antibióticos, antialérgicos, contraceptivos, anti-hemorrágicos, redutores de colesterol, calmantes e vacinas.

 


Meio Norte .

Leia outras matérias desta seção
 » O calor veio para ficar
 » Artrite reumatóide x hemopressina
 » Cirurgia combinada catarata mais buraco macular
 » Coronavírus o que temos hoje para combater
 » Própolis vermelha é anticancerígena
 » Catarata: proteína pode estar ligada a ela
 » Coronavírus: Vitamina D ajuda
 » Bactérias da Antartica contra o câncer
 » Corticóides contra o coronavírus
 » Zolgensma o absurdo de US$ 2 milhões
 » Com tratamento precoce risco de morte cai
 » Colchicina age contra o coronavírus
 » Tuberculose novos fármacos para o futuro
 » Coronavírus: perda repentina do olfato
 » Coma Ovo.....ou não ?
 » Guaraná contra o diabetes tipo 2
 » Nova terapia para o mal de Parkinson
 » Coronavírus são seis tipos com sintomas diferentes
 » Coronavírus: teste pelo plano de saúde
 » A pandemia e a depressão em crianças


Voltar