» Colunas » Saúde

13/07/2007
Fome de inverno

O organismo exige mais energia quando o termômetro registra baixas temperaturas. Mas isso não é desculpa para abusar de chocolates e outros itens hipercalóricos. Neste período, vá devagar com a comida e preserve sua saúde

É só a temperatura cair para começar um desfile interminável e apetitoso de pratos calóricos. É quase impossível resistir a uma maravilhosa fondue de queijo ou a uma simples caneca de chocolate quente com um fio de leite condensado. No inverno, é fato, o apetite e a preguiça para enfrentar os dias frios aumentam na mesma proporção.

No entanto, o gasto energético nessa época do ano é maior, porque o organismo se esforça mais para manter a temperatura corporal dentro dos padrões de normalidade. O aumento da fome é o corpo pedindo mais energia, que é captada através dos alimentos”, explica Durval Ribas Filho, presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran) e professor de pós-graduação em Nutrologia.

Embora essa energia extra seja usada para controlar a temperatura, é melhor não abusar. A nutricionista Camila Zago, chefe do setor de Nutrição e Dietética do Hospital São Camilo Ipiranga, diz que os excessos, nesse período, não são justificáveis em um país como o Brasil, onde a temperatura é amena comparada, por exemplo, ao Leste europeu. “A verdade é que os brasileiros não gostam do inverno, então se deprimem e a produção de serotonina, um neurotransmissor que promove a sensação de bem-estar, diminui. Para suprir esta sensação de tristeza e desânimo, as pessoas, principalmente as mulheres, acabam descontando na comida e engordam”.

Os perigos da gula

A nutricionista Luciana Zuolo Coppini, mestre em nutrição pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), alerta que a comilança pode dilatar as paredes abdominais. “Pessoas que não estão acostumadas ao excesso, se insistirem, podem até expelir o que comeram”, enfatiza o gastroenterologista Joaquim Gama, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (SP).

Os excessos à mesa também podem ser determinantes para o surgimento de doenças como hipertensão e obesidade, além de contribuir para o aumento dos níveis de colesterol e triglicéride, que elevam os riscos de problemas car diovasculares.

Portanto, não apenas para não engordar, mas para evitar que todos os seus cuidados com a saúde até agora tenham sido em vão, o ideal é redobrar os cuidados com a alimentação na estação mais fria do ano.

Uma dica é ficar atento ao alimento consumido — se há maior demora para ele ser metabolizado e liberado do estômago. E investir nele. Os carboidratos, como massas e pães, por exemplo, dão uma sensação de peso passageira e rápida. Já a digestão das proteínas (carnes, principalmente) dá mais trabalho e sua liberação para o intestino é mais lenta.

OUTROS TRUQUES PARA DRIBLAR A COMILANÇA

Confira algumas dicas para controlar o apetite ou deixar as guloseimas menos calóricas

SOPAS:
prefira aquelas feitas com legumes batidos, em vez de creme de leite. Para dar uma engrossada, adicione farelo de trigo, pois, além de dar mais sabor, proporciona uma sensação de saciedade, regula a função intestinal e controla os níveis de colesterol.
CHÁS: são ótimas alternativas para esquentar o corpo, além de deliciosos e diversificados.
CARNES DE PORCO: procure substituí-las por carnes mais magras (como peixes ou frango sem pele), preparadas na panela de pressão ou grelhadas.
CHOCOLATE QUENTE: utilize leite desnatado e achocolatado diet. Mas o melhor mesmo é abusar dos chás.
QUEIJOS: dê preferência aos brancos e light, mas não exagere na quantidade.
FONDUE: prepare-a com leite desnatado e queijos magros e troque o pão ou o biscuit por legumes.
FRUTAS: abuse das frutas típicas desta temporada: morangos, tangerina, laranja e maracujá. Elas podem ser consumidas constantemente, já que são boas fontes de vitamina C.

Revista Viva Saúde

Leia outras matérias desta seção
 » Ponte de Safena e stents não são melhores que medicamentos
 » Nova droga pode reverter Demência
 » Doença grave x Espiritualidade
 » Insônia
 » Stents-bypass ou medicamentos ?
 » Própolis verde
 » Exames de sangue para que servem
 » Exame de Urina tipo 1
 » Estatinas aumentam risco de osteoporose
 » Diabetes tipo 2 - protocolo oficial da SBD - 2019
 » Cocô ! Tratado Geral
 » Dieta Cetogênica
 » Manteiga Ghee como fazer
 » Coração x Café
 » Câncer x Café
 » Terapia anti-câncer CAR-T - USP
 » Própolis - USP-ESALQ
 » Cera de ouvido detecta câncer
 » HPN Hidrocefalia de pressão normal
 » Sal do Himalaia não é o que dizem


Voltar