» Colunas » Saúde

Células-tronco: mais um tipo de transplante

Um transplante inédito no Brasil, usando células-tronco, foi realizado ontem no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. O paciente é um homem de 60 anos, do Recife, que sofre há um ano e meio de esclerose lateral amiotrófica, uma doença que mata os neurônios que coordenam os músculos, que se atrofiam e levam a pessoa à morte entre três e quatro anos. Antes desse transplante, segundo o coordenador da Unidade de Transplante de Medula Óssea do HC, Júlio Voltarelli, apenas outros seis foram feitos nos últimos três anos, nos Estados Unidos. Há um mês, a células-tronco da medula óssea do paciente foi retirada e congelada. Depois, ele fez uma quimioterapia para destruir o sistema imunológico. Ontem, a célula-tronco foi descongelada e injetada em seu sangue, num procedimento que demorou cerca de 30 minutos. Agora, a célula-tronco irá, pelo sangue, até a medula óssea. O transplante foi uma parceria entre HC e o Hospital Albert Einstein.

O Estado de São Paulo

Leia outras matérias desta seção
 » Coronavírus:Omega 3 x Covid19
 » Reumatismo e seus vários tipos
 » Colesterol alto x coronavírus
 » Coronavírus:Imunidade cruzada
 » Coronavírus: Porque os Diabéticos correm mais risco
 » Canabidiol desenvolvido na USP chega às farmácias
 » Espinheira santa
 » Coronavírus: Pneumonia silenciosa
 » Coronavírus: Ar condicionado pode espalhar
 » Fakes sobre o coronavírus
 » Coronavírus: Doenças crônicas
 » Alcool gel exige cuidados
 » Coronavírus e o Oxímetro
 » Coronavírus: Uso do anticoagulante heparina
 » A batata Yacon e o diabetes
 » Coronavírus não é pior que as outras pandemias
 » Coronavírus: Remdesivir - antiviral
 » Coronavírus: veja a posição da sua Cidade no ranking de mortes
 » Anita contra o coronavírus
 » Coronavírus: visão geral


Voltar