» Colunas » Saúde

Espinhas

A espinha (ACNE) é uma doença que afeta a maioria das pessoas por tempo variável e, em algumas casos, pode durar toda a adolescência. Mas você não vai perder esses anos maravilhosos escondida, não é mesmo? Atualmente existem diversos tratamentos, é só escolher o que melhor se adapta ao seu problema. Mas não adianta lembrar que esses tratamentos existem só na hora de ir para aquela festa, quando você nota no espelho aquela bolota imensa no seu rosto! O tratamento tem de começar muito antes. Para entender melhor o problema, veja como a acne surge. Existem várias causas para o aparecimento da acne, a primeira delas é a herança genética. Ou seja, se o seu pai ou a sua mãe teve acne, as chances de você também sofrer com esse mal é de 50%. Outro importante fator é que nesta fase da vida há um aumento da produção de hormônios sexuais que acabam causando excesso de oleosidade na pele. Este é o ambiente ideal para a proliferação de bactérias, que causam inflamações e acabam formando as pápulas inflamatórias ou espinhas internas. É a formação de uma pápula (espécie de bolinha) que pode ou não ter sinais inflamatórios, mas não há pus, ao contrário da espinha normal em que há pus. Mas na verdade as duas são fases da mesma doença. Existem diversos tratamentos que utilizam sabonetes, loções, antibióticos tópicos (para serem passados no rosto), ácidos e, em alguns casos, até mesmo medicações por via oral. Para escolher qual o melhor tratamento é preciso fazer uma consulta com um dermatologista (médico especialista em doenças da pele). Só ele pode indicar quais os medicamentos e por quanto tempo devem ser usados. Mas o mandamento número um é NUNCA cutucar ou espremer. Mexendo na espinha, você pode deixar marcas da própria unha ou machucar a pele provocando cicatrizes que ficam pra sempre.

Verdades e mentiras

Maquiagem aumenta as espinhas? Muita gente disfarça as espinhas com maquiagem, mas é preciso cuidado, pois os cosméticos podem obstruir os poros e piorar ainda mais o problema . A maquiagem só está liberada se for livre de substâncias oleosas, ou seja, "oil free" (preste atenção no rótulo).

Creme dental seca as espinhas? Não. Creme dental não é tratamento para as espinhas. Existem várias medicações apropriadas. O creme dental, como o próprio nome diz, é para os dentes, como as pomadas são para a pele.

Chocolate e amendoim fazem aparecer espinhas? Não existem provas de que estes alimentos causam acne. Existem pessoas que podem comer uma barra de chocolate e não ter influência nenhuma na pele. Outros comem apenas um quadradinho e aparecem espinhas. Se for o seu caso, evite estes alimentos.

Sol ajuda? Num primeiro momento o sol pode ajudar, pois tem propriedades antiflamatórias que melhoram as espinhas. Porém, em algumas pessoas, a descamação provocada pelo sol acaba obstruindo os folículos pilosos e pode haver uma piora da acne

Stress dá espinhas? Sim, fatores emocionais podem piorar a acne.

Aparecem espinhas antes da menstruação? Em alguns casos as espinhas pioram em determinadas fases do ciclo menstrual, como na fase pré-menstrual, mas varia de pessoa para pessoa.

Acne é contagiosa? Não. Ninguém pega acne de outra pessoa. Mas quem tem problemas deve usar toalhas descartáveis ou uso exclusivo, porque apesar de não passar o problema para ninguém ela pode acabar infectando a própria pele com bactérias de outras pessoas.
 


Dr. Torres, médico é especialista em espinhas

Leia outras matérias desta seção
 » Nova droga pode reverter Demência
 » Doença grave x Espiritualidade
 » Insônia
 » Stents-bypass ou medicamentos ?
 » Própolis verde
 » Exames de sangue para que servem
 » Exame de Urina tipo 1
 » Estatinas aumentam risco de osteoporose
 » Diabetes tipo 2 - protocolo oficial da SBD - 2019
 » Cocô ! Tratado Geral
 » Dieta Cetogênica
 » Manteiga Ghee como fazer
 » Coração x Café
 » Câncer x Café
 » Terapia anti-câncer CAR-T - USP
 » Própolis - USP-ESALQ
 » Cera de ouvido detecta câncer
 » HPN Hidrocefalia de pressão normal
 » Sal do Himalaia não é o que dizem
 » Insuficiência cardíaca: novo medicamento


Voltar