» Colunas » Saúde

Reposição hormonal triplica riscos de derrame

O tratamento hormonal que muitas mulheres seguem durante a menopausa triplica os riscos de derrame cerebral, segundo novo estudo da Universidade de Nottingham, na Inglaterra. A descoberta chama a atenção para o perigo do tratamento, cada vez menos recomendado pelos médicos, salvo por períodos muito curtos, segundo o estudo comentado pelo British medical Journal. Especialistas britânicos também constataram que os riscos de uma pessoa ser vítima de derrame fatal ou causador de alguma seqüela permanente é duas vezes maior nas mulheres que seguem um tratamento hormonal substitutivo. O estudo, do qual cerca de 40 mil mulheres participaram, descobriu que os efeitos do tratamento podem variar de bloqueios ao fluxo sanguíneo no cérebro a derrames sérios. Com base nas conclusões, os especialistas recomendam às mulheres com risco de derrame que não se submetam ao tratamento hormonal substitutivo, a não ser que haja razões médicas de peso. A terapia hormonal foi concebida inicialmente para prevenir doenças coronárias ou vasculares na menopausa.

O Estado de São Paulo

Leia outras matérias desta seção
 » Ponte de Safena e stents não são melhores que medicamentos
 » Nova droga pode reverter Demência
 » Doença grave x Espiritualidade
 » Insônia
 » Stents-bypass ou medicamentos ?
 » Própolis verde
 » Exames de sangue para que servem
 » Exame de Urina tipo 1
 » Estatinas aumentam risco de osteoporose
 » Diabetes tipo 2 - protocolo oficial da SBD - 2019
 » Cocô ! Tratado Geral
 » Dieta Cetogênica
 » Manteiga Ghee como fazer
 » Coração x Café
 » Câncer x Café
 » Terapia anti-câncer CAR-T - USP
 » Própolis - USP-ESALQ
 » Cera de ouvido detecta câncer
 » HPN Hidrocefalia de pressão normal
 » Sal do Himalaia não é o que dizem


Voltar