» Colunas » Saúde

25/09/2008
Semelhança com os pais influencia na escolha do parceiro, diz estudo

A semelhança física e a personalidade dos pais influi na escolha do parceiro a longo prazo, informa um grupo de pesquisadores da Universidade de Pécs, no sul da Hungria. A explicação foi dada por Tamás Bereczkei, diretor do Departamento de Psicologia Geral e Evolucionista da universidade, que comandou a pesquisa.

O grupo começou a estudar o conteúdo dos ditados populares que afirmam que...semelhante atrai semelhante e os opostos se atraem.

Aparentemente, nos últimos 20 anos, o primeiro destes provérbios parece ter se imposto, segundo o psicólogo, que acrescentou que há ...muitos dados que comprovam que os casais são formados por pessoas que se parecem em vários aspectos.

Posteriormente, os pesquisadores começaram a questionar por que isso ocorre, o que motiva as pessoas na hora de escolher seu parceiro.

Bereczkei explicou que o complexo de Édipo é um grande paradigma para a Psicologia: trata-se de uma criança que estabelece uma relação quase sexual com a mãe e rivaliza com o pai pelo amor materno. Freud propôs, sem elaborar uma teoria, que isso influencia na escolha das parceiras do homem.

Desta forma, nos propusemos a comprovar esta teoria com métodos científicos. Após coletar fotografias, fizemos teste nos quais era preciso escolher rostos semelhantes... explicou o pesquisador.

Os participantes do estudo, que ignoravam que as fotos eram de parentes e casais, foram, em grande medida, capazes de ver através das imagens e vincular os casais com os respectivos sogros.

A novidade está em que os pesquisadores utilizaram as técnicas mais modernas e, com a ajuda de um software especial e fotografias profissionais, com parâmetros bem definidos, puderam ter resultados muito exatos.

Nestas fotos, medimos todos os parâmetros, ou seja o comprimento do nariz, a largura da boca, entre muitos outros, e definimos desta maneira 14 proporções faciais diferentes como, por exemplo, as que existem entre a largura do rosto e o nariz... afirmou Bereczkei.

O interessante é que, independentemente da genética, o experimento deu os mesmos resultados com os padrastos... acrescentou o psicólogo.

A semelhança é só um fator, trata-se de um processo complexo, no qual, segundo outra pesquisa que estamos realizando, a beleza é mais forte que a semelhança. Também temos que considerar a inteligência, o aspecto físico, a personalidade... disse.


Folha Online

Leia outras matérias desta seção
 » Doenças transmitidas por animais
 » Canabidiol (maconha) ajuda na dor crônica
 » Idosos alguns cuidados para se manter vivo
 » Alisar cabelo - os perigos
 » O idoso e a demência
 » Coronavac 3ª dose porque tomar
 » Covid19 - Atualização
 » Coronavac x doenças autoimunes
 » Imunização contra covid está comprometida
 » O vírus de Marburg - mais um perigoso
 » Leishmaniose tem mecanismo desvendado
 » Nova abordagem para metástese
 » Quais as diferenças entre as vacinas
 » Coronavírus: A variante Indiana
 » Cárie infantil RX não é indicado
 » Vacinas quando tomar a 2ª dose
 » Vacinas: quanto tempo dura a proteção?
 » CoronaVac para além dos anticorpos
 » Vacinar 15% da população é
 » Coronavírus só a idade não é fator determinante


Voltar