» Colunas » Saúde

14/04/2010
Byetta e o risco de cancer, de novo.

Noticias

Saiba mais a respeito !
13/4/2010 - POP

O medicamento experimental para a diabetes Byetta® da Amylin Pharmaceuticals e da Eli Lilly pode estar ligado a um maior risco de cancêr, avançou a FDA (Food & Drug Administration), levantando preocupações sobre a necessidade de advertências mais rigorosas sobre o medicamento, noticia a agência Bloomberg.



Os dados relativos à versão do Byetta®, administrado uma vez por semana por via intravenosa, "parecem dar sinais similares" aos cancêres observados em estudos com ratinhos, do Victoza® da Novo Nordisk, afirmou Curtis Rosebraugh, chefe do Gabinete de Avaliação de Medicamentos da FDA, em 25 de Janeiro, numa nota inserida no site da agência na Internet.



O Victoza® foi aprovado em Janeiro, após dez meses de atraso devido a preocupações de segurança. Durante essa revisão, a FDA disse que os tumores de tiróide podiam ser comuns em todos os medicamentos de libertação prolongada para a diabetes, da família dos análogos do GLP-1, uma classe que inclui o Byetta® e o Victoza®.



O novo memo é o primeiro indício de que o Byetta®, de ação prolongada, terá o mesmo aviso, como o Victoza®, disse Phil Nadeau, analista da Cowen & Co, em Nova Iorque.



O Byetta®, agora administrado como uma injeção duas vezes por dia, teve vendas mundiais de 796,5 milhões de dólares no ano passado, segundo um relatório anual da Lilly.
 

portaldiabetes

Leia outras matérias desta seção
 » Carambola uma fruta neurotóxica
 » Cardíacos e Idosos muita cautela em tomar Aspirina
 » Doenças transmitidas por animais
 » Canabidiol (maconha) ajuda na dor crônica
 » Idosos alguns cuidados para se manter vivo
 » Alisar cabelo - os perigos
 » O idoso e a demência
 » Coronavac 3ª dose porque tomar
 » Covid19 - Atualização
 » Coronavac x doenças autoimunes
 » Imunização contra covid está comprometida
 » O vírus de Marburg - mais um perigoso
 » Leishmaniose tem mecanismo desvendado
 » Nova abordagem para metástese
 » Quais as diferenças entre as vacinas
 » Coronavírus: A variante Indiana
 » Cárie infantil RX não é indicado
 » Vacinas quando tomar a 2ª dose
 » Vacinas: quanto tempo dura a proteção?
 » CoronaVac para além dos anticorpos


Voltar