» Colunas » Saúde

24/05/2010
Carboidratos a noite

Noticias

Nutrição & Diabetes
23/5/2010 - Diabetes

Comer carboidratos na última refeição do dia não é sinônimo de ganho de peso inevitável. É comum ouvir que o consumo de carboidratos à noite aumenta a probabilidade de engordar porque, explicam os defensores dessa idéia, o sono, logo após essa refeição, reduziria a queima de calorias.

Segundo a nutricionista Mariana Del Bosco, da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade (Abeso), isso não passa de um mito e, em vez de contribuir para emagrecer, pode até levar ao ganho de peso. "Quem restringe o prato a um grelhado e uma salada acaba tendo fome algumas horas depois e aí não resiste, vai à geladeira e consome carboidratos em quantidade maior ainda", adverte a nutricionista.

Mariana explica que consumir carboidratos no jantar, desde que seja em quantidade moderada, é saudável e necessário. "Também no jantar, assim como nas demais refeições, devem-se consumir alimentos que garantam o aporte de todos os nutrientes", aconselha a especialista. Por isso, o prato deve conter arroz, feijão, uma carne, verduras e legumes, como acontece na refeição do meio-dia.

Para o diabético, Mariana ensina que ingerir carboidratos no jantar é ainda mais importante. "Sem eles, o diabético corre o risco de ter uma crise de hipoglicemia durante a noite", adverte a nutricionista.

Para que a glicemia se mantenha em ordem durante o sono, ela aconselha também que o diabético inclua bastante fibra na refeição da noite, porque a fibra é um carboidrato de absorção lenta. Outro conselho é que não se deixe de lado a proteína animal: carne e frango, por exemplo, têm digestão mais lenta e impedem a sensação de fome durante a noite.


Leia outras matérias desta seção
 » Leishmaniose tem mecanismo desvendado
 » Nova abordagem para metástese
 » Quais as diferenças entre as vacinas
 » Coronavírus: A variante Indiana
 » Cárie infantil RX não é indicado
 » Vacinas quando tomar a 2ª dose
 » Vacinas: quanto tempo dura a proteção?
 » CoronaVac para além dos anticorpos
 » Vacinar 15% da população é
 » Coronavírus só a idade não é fator determinante
 » Coronavírus: não existe mais grupos de risco
 » Vitaminas em excesso são prejudiciais
 » Coronavírus x Gripe espanhola a história se repete
 » Coronavírus: Aspirina pode ser benéfica
 » Coronavírus: Macrófago é um dos vilões
 » Coronavírus:Pode permanecer mais de 14 dias no organismo
 » Coronavírus:Pacientes resistentes podem ajudar
 » Leucemia linfoide aguda (LLA),
 » Coronavírus:Antiviral é aprovado
 » Coronavírus:catástrofe iminente


Voltar