» Colunas » Saúde

12/01/2011
AAS para diabéticos

Noticias

Esclareça sua dúvida
5/1/2011 - Portal do Coração

O ácido acetilsalicílico, cujo principal nome comercial é Aspirina, é um medicamento antiplaquetário, ou seja, inibe a agregação das plaquetas circulantes no sangue diminuindo o risco de formação de trombos (coágulos sanguíneos).Desta forma, a Aspirina ajuda a prevenir complicações da aterosclerose (formação de placas de gordura na parede das artérias), como o infarto do miocárdio (ataque cardíaco) e o acidente vascular cerebral (derrame cerebral).

Pacientes diabéticos apresentam um risco elevado de apresentar tais complicações.Acreditava-se que todo o paciente diabético teria benefício em utilizar a Aspirina, no entanto, estudos recentes levantaram dúvidas sobre o uso indiscriminado da Aspirina com finalidades preventivas em todos os pacientes diabéticos.

Por isso, a ADA (American Diabetes Association) juntamente com a AHA (American Heart Association) publicaram novas recomendações para o uso da Aspirina em pacientes diabéticos sem evidênciais clínicas de aterosclerose e/ou suas complicações (prevenção primária).

Quais diabéticos devem usar Aspirina?

A Aspirina, na dose de 75 a 162mg ao dia, é recomendada para os diabéticos que fumam, homens com mais de 50 anos e mulheres com mais de 60 anos, ou ainda, para os diabéticos que apresentam um outro grande fator de risco para as doenças cardiovasculares, como pressão alta ou LDL colesterol ("colesterol ruim") elevado.

Pacientes que apresentam evidências clínicas aterosclerose, ou ainda, já apresentaram complicações decorrentes da doença, obrigatoriamente devem usar a Aspirina (prevenção secundária).

Fonte: Diabetes Care.


Leia outras matérias desta seção
 » Carambola uma fruta neurotóxica
 » Cardíacos e Idosos muita cautela em tomar Aspirina
 » Doenças transmitidas por animais
 » Canabidiol (maconha) ajuda na dor crônica
 » Idosos alguns cuidados para se manter vivo
 » Alisar cabelo - os perigos
 » O idoso e a demência
 » Coronavac 3ª dose porque tomar
 » Covid19 - Atualização
 » Coronavac x doenças autoimunes
 » Imunização contra covid está comprometida
 » O vírus de Marburg - mais um perigoso
 » Leishmaniose tem mecanismo desvendado
 » Nova abordagem para metástese
 » Quais as diferenças entre as vacinas
 » Coronavírus: A variante Indiana
 » Cárie infantil RX não é indicado
 » Vacinas quando tomar a 2ª dose
 » Vacinas: quanto tempo dura a proteção?
 » CoronaVac para além dos anticorpos


Voltar