» Colunas » Saúde

28/06/2011
Glucosamina provoca a morte de células do pâncreas produtoras de insulina.

Doses elevadas de substância utilizada no tratamento de problemas articulares aumenta o risco de diabetes

Doses elevadas ou o uso prolongado do suplemento alimentar glucosamina provoca a morte de células do pâncreas e pode aumentar o risco de desenvolver diabetes, segundo uma equipe de pesquisadores da Universidade Laval, no Canadá.

Testes in vitro, realizados pelo professor Frédéric Picard e sua equipe, revelaram que a exposição a glucosamina provoca um aumento significativo da mortalidade das células produtoras de insulina do pâncreas, um fenômeno ligado ao desenvolvimento do diabetes. A taxa de morte celular aumenta com a dose e o tempo de exposição a glucosamina. "Em nossos experimentos, utilizamos doses de cinco a dez vezes maiores do que a recomendada pela maioria dos fabricantes, ou 1.500 mg / dia", ressaltou o professor Picard.

A equipe de pesquisa demonstrou que a glucosamina aciona um mecanismo destinado a reduzir os níveis elevados de açúcar no sangue. No entanto, essa reação afeta negativamente a SIRT1, uma proteína essencial para a sobrevivência da célula. Uma alta concentração de glucosamina diminui o nível de SIRT1, levando à morte celular nos tecidos onde essa proteína é abundante, como no pâncreas.

As pessoas que utilizam grandes quantidades de glucosamina, aqueles que consomem por longos períodos, e aqueles com pouco SIRT1 em suas células estão, portanto, em maior risco de desenvolver diabetes. Em uma série de espécies de mamíferos, o nível de SIRT1 diminui com a idade. Este fenômeno não tem sido demonstrado em humanos, mas se fosse o caso, os idosos, que constituem o mercado-alvo para a glucosamina seria ainda mais vulnerável.

"O ponto fundamental do nosso trabalho é que a glucosamina pode ter efeitos que estão longe de ser inofensivos e deve ser usada com muita cautela", concluiu Picard.

Os resultados obtidos por Picard e sua equipe coincidem com estudos recentes que lançam sérias dúvidas sobre a eficácia da glucosamina no tratamento de problemas articulares.


Portal Diabetes

Leia outras matérias desta seção
 » Leishmaniose tem mecanismo desvendado
 » Nova abordagem para metástese
 » Quais as diferenças entre as vacinas
 » Coronavírus: A variante Indiana
 » Cárie infantil RX não é indicado
 » Vacinas quando tomar a 2ª dose
 » Vacinas: quanto tempo dura a proteção?
 » CoronaVac para além dos anticorpos
 » Vacinar 15% da população é
 » Coronavírus só a idade não é fator determinante
 » Coronavírus: não existe mais grupos de risco
 » Vitaminas em excesso são prejudiciais
 » Coronavírus x Gripe espanhola a história se repete
 » Coronavírus: Aspirina pode ser benéfica
 » Coronavírus: Macrófago é um dos vilões
 » Coronavírus:Pode permanecer mais de 14 dias no organismo
 » Coronavírus:Pacientes resistentes podem ajudar
 » Leucemia linfoide aguda (LLA),
 » Coronavírus:Antiviral é aprovado
 » Coronavírus:catástrofe iminente


Voltar