» Colunas » Saúde

24/01/2012
Má alimentação é fator de risco para o diabetes , segundo os médicos .

Cuidados com a dieta e prática de exercícios físicos ajudam na prevenção.

Sedentarismo e maus hábitos alimentares são fatores que podem ajudar a desenvolver o diabetes, um mal silencioso que atinge pelo menos 5% da população sul-mato-grossense, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde. Para evitar a doença, é preciso ter cuidados simples, especialmente com a alimentação e a prática de exercícios físicos.

O diabetes é uma síndrome metabólica que aumenta a porcentagem de glicose no sangue. A doença pode trazer uma série de complicações crônicas à saúde, como infarto, neuropatias e pé diabético.

De acordo com a endocrinologista Maria Isabel Carneiro Travi, pessoas que tem parentes de primeiro grau com a doença, obesos ou hipertensos, têm mais chances de desenvolver diabetes. Estudos mostram que a doença, sem controle adequado, pode reduzir a expectativa de vida em dez anos.

O que tem preocupado os profissionais de saúde é que cada vez mais crianças desenvolvem a doença, por causa da obesidade. Por isso, os cuidados com a alimentação são fundamentais para evitar o avanço da doença. Outra orientação para evitar o desenvolvimento da doença é a prática regular de exercícios físicos. As atividades devem ser realizadas três vezes por semana, durante cerca de 40 minutos.


G 1

Leia outras matérias desta seção
 » Cardíacos e Idosos muita cautela em tomar Aspirina
 » Doenças transmitidas por animais
 » Canabidiol (maconha) ajuda na dor crônica
 » Idosos alguns cuidados para se manter vivo
 » Alisar cabelo - os perigos
 » O idoso e a demência
 » Coronavac 3ª dose porque tomar
 » Covid19 - Atualização
 » Coronavac x doenças autoimunes
 » Imunização contra covid está comprometida
 » O vírus de Marburg - mais um perigoso
 » Leishmaniose tem mecanismo desvendado
 » Nova abordagem para metástese
 » Quais as diferenças entre as vacinas
 » Coronavírus: A variante Indiana
 » Cárie infantil RX não é indicado
 » Vacinas quando tomar a 2ª dose
 » Vacinas: quanto tempo dura a proteção?
 » CoronaVac para além dos anticorpos
 » Vacinar 15% da população é


Voltar