» Colunas » Saúde

24/01/2012
Remédios para pressão alta e diabetes ficarão mais baratos até maio.

A Receita Federal deve incluir ao menos 346 medicamentos na lista dos remédios que não têm cobrança de PIS e de Cofins.

A medida poderá deixar os medicamentos 11% mais baratos para o consumidor. A expectativa é que a lista saia até maio.

Segundo Sindusfarma (Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo), a lista terá remédios para tratamentos contínuos ou muito procurados pelos consumidores.

Entre eles estão remédios para o tratamento de câncer, hipertensão, diabetes, osteoporose, além de antibióticos, antialérgicos, contraceptivos, anti-hemorrágicos, redutores de colesterol, calmantes e vacinas.

 


Meio Norte .

Leia outras matérias desta seção
 » Leishmaniose tem mecanismo desvendado
 » Nova abordagem para metástese
 » Quais as diferenças entre as vacinas
 » Coronavírus: A variante Indiana
 » Cárie infantil RX não é indicado
 » Vacinas quando tomar a 2ª dose
 » Vacinas: quanto tempo dura a proteção?
 » CoronaVac para além dos anticorpos
 » Vacinar 15% da população é
 » Coronavírus só a idade não é fator determinante
 » Coronavírus: não existe mais grupos de risco
 » Vitaminas em excesso são prejudiciais
 » Coronavírus x Gripe espanhola a história se repete
 » Coronavírus: Aspirina pode ser benéfica
 » Coronavírus: Macrófago é um dos vilões
 » Coronavírus:Pode permanecer mais de 14 dias no organismo
 » Coronavírus:Pacientes resistentes podem ajudar
 » Leucemia linfoide aguda (LLA),
 » Coronavírus:Antiviral é aprovado
 » Coronavírus:catástrofe iminente


Voltar