» Colunas » Saúde

21/07/2015
Vinho tinto reduz chance de câncer de mama

Estudo mostrou que mulheres que consumiram 250 ml de rótulos Cabernet Sauvignon por mês reduzem concentração de hormônio causador da doença

Mais uma descoberta que deve ser comemorada pelos apreciadores de vinho foi publicada pelo jornal Journal of Women´s Health, nos Estados Unidos. Segundo estudo feito pelo Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles, mulheres que consomem cerca de 250 ml de vinho tinto por mês possuem menos chances de contrair câncer de mama. A pesquisa analisou por um tempo mulheres adeptas de Cabernet de Sauvignon (tinto) e Chardonnay (branco), e concluiu que as que consumiam vinho tinto apresentavam redução na concentração do hormônio estrogênio, principal causador da doença. Paralelamente à redução do estrogênio, os pesquisadores acreditam que resveratrol presente no vinho tinto ajuda a diminuir o crescimento das células do câncer de mama.

 


Uol

Leia outras matérias desta seção
 » Doenças transmitidas por animais
 » Canabidiol (maconha) ajuda na dor crônica
 » Idosos alguns cuidados para se manter vivo
 » Alisar cabelo - os perigos
 » O idoso e a demência
 » Coronavac 3ª dose porque tomar
 » Covid19 - Atualização
 » Coronavac x doenças autoimunes
 » Imunização contra covid está comprometida
 » O vírus de Marburg - mais um perigoso
 » Leishmaniose tem mecanismo desvendado
 » Nova abordagem para metástese
 » Quais as diferenças entre as vacinas
 » Coronavírus: A variante Indiana
 » Cárie infantil RX não é indicado
 » Vacinas quando tomar a 2ª dose
 » Vacinas: quanto tempo dura a proteção?
 » CoronaVac para além dos anticorpos
 » Vacinar 15% da população é
 » Coronavírus só a idade não é fator determinante


Voltar