» Colunas » Saúde

Células-tronco: mais um tipo de transplante

Um transplante inédito no Brasil, usando células-tronco, foi realizado ontem no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. O paciente é um homem de 60 anos, do Recife, que sofre há um ano e meio de esclerose lateral amiotrófica, uma doença que mata os neurônios que coordenam os músculos, que se atrofiam e levam a pessoa à morte entre três e quatro anos. Antes desse transplante, segundo o coordenador da Unidade de Transplante de Medula Óssea do HC, Júlio Voltarelli, apenas outros seis foram feitos nos últimos três anos, nos Estados Unidos. Há um mês, a células-tronco da medula óssea do paciente foi retirada e congelada. Depois, ele fez uma quimioterapia para destruir o sistema imunológico. Ontem, a célula-tronco foi descongelada e injetada em seu sangue, num procedimento que demorou cerca de 30 minutos. Agora, a célula-tronco irá, pelo sangue, até a medula óssea. O transplante foi uma parceria entre HC e o Hospital Albert Einstein.

O Estado de São Paulo

Leia outras matérias desta seção
 » Aterosclerose e seus fatores de risco
 » Vacina em crianças
 » Câncer de tireoide em mulheres, superdiagnosticadas?
 » Leuclopasia oral
 » Melatonina
 » Covid19 - O pesadelo vai continuar em 2022 ?
 » Vacina: A importância da 3ª dose
 » USP isola variante do ômicron
 » Alzheimer x Viagra (sildenafil)
 » Um copo de água a cada refeição?
 » Ômicron o novo pesadelo
 » Semaglutida para emagrecer compensa ?
 » Inflamação sistêmica
 » Corticoide x escorpião amarelo
 » Antibióticos x bactérias resistentes
 » Aditivos químicos nos alimentos
 » Dedos de covid
 » Carambola uma fruta neurotóxica
 » Cardíacos e Idosos muita cautela em tomar Aspirina
 » Doenças transmitidas por animais


Voltar