» Colunas » Saúde

03/10/2007
Nova Técnica em Transplante de Pâncreas

O pioneirismo da equipe de transplante do HU ficou em evidência novamente, desta vez através de uma cirurgia de pâncreas na qual a equipe do Programa de Transplante Rim-Pâncreas utilizou técnica inédita no país: a drenagem entérica e portal para o transplante isolado de Pâncreas. Luciano Pereira da Costa, primeiro paciente transplantado com o novo procedimento, é só alegria. ‘”A cirurgia mudou totalmente a minha vida, estou com vários projetos.”, declarou.

A nova técnica já está estabelecida em outros países, como os Estados Unidos, e apresenta diversos benefícios para o paciente. O coordenador do Programa e vice-diretor da Faculdade de Medicina da UFRJ, Prof. José Marcus Eulálio, explica: “Esta técnica é mais fisiológica e tem sido associada à menor incidência de rejeição, garantindo uma qualidade de vida melhor para o paciente”. Ele esclareceu também que a técnica alternativa, chamada de drenagem sistêmica e vesical, oferece um mecanismo provisório para monitorização da rejeição que pode, no entanto, acarretar diversas complicações no pós-operatório, levando o paciente a várias reinternações. Já a técnica utilizada mantém os mecanismos fisiológicos do pâncreas por drenar o duodeno transpalntado para o intestino e por levar a insulina produzida pelo pâncreas transplantado diretamente para o sistema venoso portal.

O paciente Luciano Pereira da Costa, 31 anos, portador de diabetes hiperlábil, entrava em coma freqüentemente devido a crises de hipoglicemia (baixa taxa de açúcar no sangue). Duas semanas depois do procedimento, realizado no dia 29 de junho, ele se mostrou muito satisfeito com o resultado da cirurgia e com a sua recuperação: “Antes de fazer o transplante, eu não estava mais animado para viver. Hoje estou muito bem, a cada dia que passa vejo a minha evolução”, contou. Sua esposa, Vanessa Silva do Nascimento, reforçou: “As crises de hipoglicemia abalavam toda a família. Hoje ele está confiante, se recuperando rápido. Já dá pra ver a melhora.”

Luciano fez questão de reforçar a importância da atuação de cada membro da equipe e agradeceu a todos pelo empenho e dedicação: “As equipes de Enfermagem do posto 9B, da Nutrição e do CTI foram ótimas. O pessoal é demais. Todos participaram e ajudaram muito. Estão todos de parabéns”, declarou.

Sucesso conjunto


O Prof. José Marcus também reputa o sucesso obtido ao trabalho em conjunto: “Esta conquista é resultado do esforço de uma grande equipe multidisciplinar e faz parte de um caminho longo, trilhado com confiança e com todo o apoio dos serviços envolvidos, da Faculdade de Medicina e da Direção Geral do HU”, contou. Ele destacou o apoio da Profª Ana Borralho, Diretora da Divisão Médica (DMD) e completou: “Estamos confiantes, pois a Direção do HU sinalizou o interesse em ampliar ainda mais o Programa”.

O Hospital Universitário Clementino Fraga Filho é o único da rede pública do Rio de Janeiro a realizar transplante de pâncreas. A equipe do Programa é composta por 30 membros. Da cirurgia e do acompanhamento pós-operatório de Luciano, além de diversos residentes e alunos participaram: Prof. José Marcus Raso Eulálio e Prof. Juan Miguel Renteria, Coordenadores do Programa; Dr. Marcus Vinicius Verardo de Medeiros, do Serviço de Urologia; Prof. José Eduardo Ferreira Manso, Dr. Daniel Flores e Dr. Djalma Coelho, do Serviço de Cirurgia Geral; Dr. Marcos André Santos e Dr. Renato Gonçalves, do Serviço de Nefrologia; Profª Lucila Perota, da Clínica Médica; Dr. Jorge Eduardo Soares, do Serviço de Nutrologia ; Dr. Glauber Gouvêa, do Serviço de Anestesiologia; e Drª Adriana Vasconcelos, da Radiologia.

Portal Diabetes

Leia outras matérias desta seção
 » Doenças transmitidas por animais
 » Canabidiol (maconha) ajuda na dor crônica
 » Idosos alguns cuidados para se manter vivo
 » Alisar cabelo - os perigos
 » O idoso e a demência
 » Coronavac 3ª dose porque tomar
 » Covid19 - Atualização
 » Coronavac x doenças autoimunes
 » Imunização contra covid está comprometida
 » O vírus de Marburg - mais um perigoso
 » Leishmaniose tem mecanismo desvendado
 » Nova abordagem para metástese
 » Quais as diferenças entre as vacinas
 » Coronavírus: A variante Indiana
 » Cárie infantil RX não é indicado
 » Vacinas quando tomar a 2ª dose
 » Vacinas: quanto tempo dura a proteção?
 » CoronaVac para além dos anticorpos
 » Vacinar 15% da população é
 » Coronavírus só a idade não é fator determinante


Voltar