» Colunas » Economia

22/11/2019
Se sair mais do que entra "nóis" quebra

Sabedoria popular incontestável

Uma história para servir como moral da situação. Conta a lenda que no tempo do Prof. Delfim Neto como Ministro da Fazenda foi reunido um grupo de jovens Economistas, com a missão de ensinar princípios básicos de economia e administração a pequenos empresários, sitiantes e fazendeiros pelo interior do Brasil.

Em uma Cidade no interior do Estado de São Paulo uma daquelas cujos habitantes são conhecidos como "botina amarela" , eles foram reunidos no Cinema local. E tome uma semana de aulas. Cálculos de como gerar lucros, estatísticas, planilhas, etc. tudo o que os jovens professores podiam dar de melhor, afinal era a época do milagre econômico comandado pelo Mestre.

No fim das palestras é claro que não podia faltar a festa e os certificados de participação, aliás, fornecidos por uma importante Universidade no qual o Mestre era Catedrático. Entretanto a maior lição não foi dada pelos jovens doutores e sim por dois sitiantes caipiras já meio atordoados com tanta informação, um falou para o outro:

" Ói cumpadre acho que os moço aí quiseram dizer o seguinte: Se sair mais do que entra nóis quebra". 

Leia abaixo a situação da Receita x  Despesa do Município de Caieiras, apontada pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo em 2019

Painel do Município - Caieiras - Tribunal de Contas do Est. de S.Paulo

Receita Total:
R$223.450.019,08

Receita consolidada (recebida) do município

Despesa Total:
R$299.496.178,79

Despesa empenhada consolidada do Município

Deficit: R$  76.046159,11 (milhões)

 

Conclusão: Como esse deficit vai ser zerado em dois meses é que são elas, vai precisar de um Economista milagroso, advogado obviamente não serve eles costumam sugerir a venda de imóveis como solução causando a diminuição do patrimônio público além do cancelamento de empenhos para ajustar as contas. Ou então o prefeito gersinho e vereadores tem uma carta na manga para se safarem da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) que prevê até cadeia para quem descumpri-la, penalidade meio utópica no País, mas, vai que escolham aqui para dar o exemplo do bode expiatório.É bom ressaltar que o TC considera a despesa empenhada e não a liquidada, aí está uma chance de reverter a situação. 

Fonte:

https://transparencia.tce.sp.gov.br/municipio/caieiras

Dados atualizados até 02/11/19


Edson Navarro - Economista

Leia outras matérias desta seção
 » Selic a 2% o Banco Central errou feio.....
 » Debate no Instituto de economia da Unicamp
 » TCE: Iprem Caieiras, má administração,irregularidades e prejuízo
 » Tributar Livros e Jornais
 » Planos de Saúde estão proibidos de reajustar
 » Nova gasolina:perguntas e respostas
 » Reforma Tributária
 » Declaração I.Renda do MEI
 » Organizações Sociais o peso da corrupção
 » Licitação: erros primários ou propositais?
 » Coronavírus vai custar caro para Caieiras
 » Pequenas empresas: sobrevivência a pandemia
 » Guedes inventa um pássaro sem asas
 » Redução de jornada e salário e suspensão de contratos
 » Crédito para micro e pequenas empresas
 » Redução do salário e jornada de trabalho-STF
 » Coronavírus vai deixar uma herança amarga
 » Na crise use a criatividade
 » Coronavírus:respiradores, a improvisação nacional
 » Coronavírus: Dia da mentira ou dos políticos, como queiram



Voltar