» Colunas » Editorial

30/08/2012
Sem socorro no pronto socorro II

E lá se foi o Ceclair José Matiazzo  com 68 anos, as circunstâncias foram as de praxe, morreu no pronto socorro local sem atendimento adequado, pelo menos é o que diz a irmã dele, a advogada e ex-vereadora Vanda Matiazzo.  Ceclair não teve atendimento médico," nem água  deram para ele", revoltada  após a morte do irmão, disse que procuraria o Prefeito Hamamoto para pedir explicações. Vanda assistiu a agonia do irmão por toda uma noite e não se conformava com o acontecido. quanto a respostas desejadas, vai ouvir muito blá,blá, blá e tudo vai continuar como antes, no quartel do Abrantes, já dizia minha Avó. Caieiras nada mais é que reflexo do SUS nacional, aquele mesmo que nas campanhas eleitorais, os candidatos prometem fazer funcionar, e tem gente que acredita. Em outubro vá lá e coloque seu voto no penico, ops. digo urna.


Edson Navarro

Leia outras matérias desta seção
 » Terceirizar a saúde vale a pena?
 » Operação Castelo de Areia a Fênix
 » Direito ou abuso adquirido ?
 » Errar é humano mas persistir no erro é .....
 » É você Satanás ?
 » T.Contas aponta finanças deteriorando
 » Como entrar no anedotário nacional
 » A burrocracia na saúde mata crianças
 » T.Contas SP algoz? implacável? . Nada disso.
 » Tribunal de Contas o implacável
 » Autoridades: os abusos vão acabar?
 » Imbróglio medicamentoso
 » Marcio Menegatti uma história real
 » Europa genocida
 » Tribunal de Contas x Prefeitura
 » Tribunal de Contas age e breca licitação
 » Homenagem a Lei Anticorrupção
 » O mundo mudou, os políticos não!
 » 9 de Julho: a vitória política
 » PROERD da Polícia Militar



Voltar