» Colunas » Editorial

05/05/2015
Plano de Saneamento Básico ou Nihil

Realizada em 29 de abril com pouca  divulgação  a última audiência pública sobre o Plano Saneamento Básico, Instrumento em que estarão definidos os planos de ação, as prioridades e os objetivos no que concerne ao saneamento na cidade, de forma a estabelecer diretrizes a serem seguidas por prestadores de serviço e que deve entrar em vigor até o final de 2015.
Entre os principais temas discutidos, apresentou-se a definição de critérios para preservação dos rios, córregos e nascentes para novos loteamentos,  ressaltado a Bacia dos Cavalheiros, além da intenção de construção de  grande empreendimento no local.   


Para melhorar a qualidade de vida e preservar o meio ambiente o plano propõe a construção   de grandes lagos e lagoas com  parques maiores que o Ibirapuera, em fundos de  vale.  O estudo já foi realizado e o projeto aprovado pelo órgão responsável, dependendo apenas de vontade política. 


Com projeção de um crescimento total populacional  de até 120.000 pessoas em 30 anos , o plano sugere expansão  ordenada e planejada da Cidade. Contudo, o PSB corre em paralelo e controverso  ao Plano Diretor do Município pois este definiu grandes áreas habitacionais. E a atual administração  mostra não ter dificuldades para  aprovar  novos loteamentos, mesmo sem a realização do EIV -  Estudo de Impacto da Vizinhança.


Também  traça metas de melhorias urbanas em serviços como varrição de ruas e capitação de esgoto, teoricamente existentes e sabidamente bem pagos, mas totalmente falhos na prática. Tratou de forma superficial a falta de água, sugerindo o uso das águas do Rio Juqueri em abastecimento direto.


Ainda sugere medidas para o cumprimento da Lei Federal sobre coleta e reciclagem de lixo, contudo em nenhum momento trata da gravidade do assunto sobre o fato de o CTR ou lixão de  Caieiras receber lixo tóxico como  lama de mercúrio . 


O plano que dará diretrizes a novos contratos deveria ser completo, especialmente  em suas exigências. Afinal, se contratos continuarem a serem falhos, nada adiantará um plano.

 


edson navarro

Leia outras matérias desta seção
 » Caieiras:Multas de trânsito,para onde está indo o dinheiro
 » De filantrópica para Estatal será que muda?
 » Mais de 20 anos depois o Gaema descobre o maior lixão do Brasil
 » TCE adverte Lagoinha, começou cedo!
 » Saúde desnorteada, perigosa e desrespeitosa
 » Lixão: Povo pretende protestar
 » A Lei que choveu no molhado
 » Lei bola de cristal...os políticos videntes
 » Caieiras: A vacina é escassa
 » O prefeito de Caieiras e seu secretariado "alienígena"
 » Previsões para 2021 de Nostradamus
 » Ecos de um governo desastrado
 » Os presentes indesejáveis do TCE
 » Identificadas as forças ocultas que derrotaram Gersinho
 » Limpe tudo e entre na Casa limpa, Lagoinha.
 » O lixo que nunca acaba
 » A velha política: dividir para ganhar
 » Liberdade de Imprensa: se acabar as outras não sobreviverão!
 » Caieiras:TCE aponta 33% de sobre preço em cestas básicas
 » Caieiras: Se sair mais do que entra "nóis quebra"



Voltar