» Colunas » Editorial

06/02/2016
Seprev tem falha grave apontada pelo T.Contas

O Tribunal de Contas do Estado apontou falhas na contabilidade do SEPREV . Os gastos administrativos superaram em 2% o limite das remunerações  e perdas em investimentos.

Pelo que se entende as perdas financeiras foram contabilizadas indevidamente em despesas administrativas causando o excesso no limite da conta.

A dúvida fica em "perdas em investimentos" apontada, que perda foi essa? - o SEPREV andou aplicando recursos dos aposentados em investimentos de risco? o que é probido pela Constituição Federal ?.

O apontamento do Tribunal de Contas merece atenção imediata sobre as atividades do Instituto, apurar  o que é essa perda em investimentos, como as despesas administrativas devem ser de valores razoáveis, a quanto monta o prejuízo ?.

Os Vereadores deveriam fiscalizar o SEPREV será que o fazem ?. De qualquer forma e dependendo da extensão do fato apontado é mais uma ferida nas contas públicas, mas, o que é mais uma ferida para um lazarento ?.

Os aposentados do SEPREV devem redobrar a atenção e exigir explicações da diretoria, em caso de dúvida procurar o Tribunal de Contas.

 

Leia a publicação completa do Tribunal de Contas em Cidadania

 

 


Edson Navarro

Leia outras matérias desta seção
 » Caieiras:Multas de trânsito,para onde está indo o dinheiro
 » De filantrópica para Estatal será que muda?
 » Mais de 20 anos depois o Gaema descobre o maior lixão do Brasil
 » TCE adverte Lagoinha, começou cedo!
 » Saúde desnorteada, perigosa e desrespeitosa
 » Lixão: Povo pretende protestar
 » A Lei que choveu no molhado
 » Lei bola de cristal...os políticos videntes
 » Caieiras: A vacina é escassa
 » O prefeito de Caieiras e seu secretariado "alienígena"
 » Previsões para 2021 de Nostradamus
 » Ecos de um governo desastrado
 » Os presentes indesejáveis do TCE
 » Identificadas as forças ocultas que derrotaram Gersinho
 » Limpe tudo e entre na Casa limpa, Lagoinha.
 » O lixo que nunca acaba
 » A velha política: dividir para ganhar
 » Liberdade de Imprensa: se acabar as outras não sobreviverão!
 » Caieiras:TCE aponta 33% de sobre preço em cestas básicas
 » Caieiras: Se sair mais do que entra "nóis quebra"



Voltar