» Colunas » Editorial

06/02/2016
Operação Alba Branca e a Prefeitura

"Quatro funcionários e o presidente da Coaf – cooperativa apontada como carro chefe da quadrilha -, Cassio Chebabi, revelaram à força-tarefa que prefeitos e servidores públicos eram destinatários de um valor equivalente a 10% a até 20% dos contratos firmados com órgãos públicos.Pelo menos 22 prefeituras teriam firmado contratos com a Coaf em troca de propinas", entre elas Caieiras." Fonte Estadão.

A Prefeitura de Caieiras gastou quase R$ 300 mil com a Coarf e está entre as 22 Cidades mencionadas na operação Alba Branca. Até o momento não se tem nenhuma informação sobre alguma  providência do prefeito ou vereadores, para apurar as denúncias.

O fato de ter  sido citada como prefeitura suspeita não prova nada, as investigações finais é que dirão se houve pagamento de propina em Caieiras e quem levou o vil metal. Enquanto isso medidas internas de apuração são necessárias, mesmo que sigam a triste sina histórica de não apurar nada, quem sabe desta vez mude.

Depois do estardalhaço da imprensa que costuma sentenciar por conta própria, fica mais uma licitação irregular do governo hamamoto a ser esclarecida.


 


Edson Navarro

Leia outras matérias desta seção
 » Caieiras:Multas de trânsito,para onde está indo o dinheiro
 » De filantrópica para Estatal será que muda?
 » Mais de 20 anos depois o Gaema descobre o maior lixão do Brasil
 » TCE adverte Lagoinha, começou cedo!
 » Saúde desnorteada, perigosa e desrespeitosa
 » Lixão: Povo pretende protestar
 » A Lei que choveu no molhado
 » Lei bola de cristal...os políticos videntes
 » Caieiras: A vacina é escassa
 » O prefeito de Caieiras e seu secretariado "alienígena"
 » Previsões para 2021 de Nostradamus
 » Ecos de um governo desastrado
 » Os presentes indesejáveis do TCE
 » Identificadas as forças ocultas que derrotaram Gersinho
 » Limpe tudo e entre na Casa limpa, Lagoinha.
 » O lixo que nunca acaba
 » A velha política: dividir para ganhar
 » Liberdade de Imprensa: se acabar as outras não sobreviverão!
 » Caieiras:TCE aponta 33% de sobre preço em cestas básicas
 » Caieiras: Se sair mais do que entra "nóis quebra"



Voltar