» Colunas » Editorial

28/09/2016
Voto na legenda não ajuda na eleição de vereador

Nesta eleição será aplicada pela primeira vez uma regra inserida na reforma eleitoral aprovada pelo Congresso no ano passado: além de o partido ter de superar o quociente eleitoral, seus aspirantes a vereador agora precisam ultrapassar 10% desse índice em votos nominais.O quociente é fruto da divisão dos votos válidos em um município pelas cadeiras na Câmara.

A NOVA REGRA
Candidatos só podem ser eleitos se alcançarem um mínimo de votos correspondente a 10 % do quociente eleitoral. Exemplo:  Total de eleitores =60.000 dividido por 10 cadeiras na Câmara = 6.000 (quociente eleitoral) 10% do quociente = 600 votos que é o mínimo que um candidato tem que ter, mesmo que o partido atinja o quociente.

O VOTO NA LEGENDA
Candidatos que se elegiam pela grande quantidade de votos dados à legenda, não serão mais eleitos caso não obtenham o mínimo de votos no seu nome, assim, passam a desestimular o voto na legenda. 


Edson Navarro

Leia outras matérias desta seção
 » O prefeito de Caieiras e seu secretariado "alienígena"
 » Previsões para 2021 de Nostradamus
 » Ecos de um governo desastrado
 » Os presentes indesejáveis do TCE
 » Identificadas as forças ocultas que derrotaram Gersinho
 » Limpe tudo e entre na Casa limpa, Lagoinha.
 » O lixo que nunca acaba
 » A velha política: dividir para ganhar
 » Liberdade de Imprensa: se acabar as outras não sobreviverão!
 » Caieiras:TCE aponta 33% de sobre preço em cestas básicas
 » Caieiras: Se sair mais do que entra "nóis quebra"
 » A consciência dos políticos brasileiros em reais
 » O presente das trevas do Dória
 » TCE: Mais um prêmio para o ex-prefeito Hamamoto
 » TCE: Chumbo grosso no prefeito de caieiras
 » Liberdade de Imprensa-Daniel Nakao Maibashi
 » Me engana que eu gosto
 » Caieiras e o novo marco do saneamento básico
 » Quem brinca com fogo acaba se queimando
 » Coronavirus: o after day das contas



Voltar