» Colunas » Editorial

28/09/2016
Voto na legenda não ajuda na eleição de vereador

Nesta eleição será aplicada pela primeira vez uma regra inserida na reforma eleitoral aprovada pelo Congresso no ano passado: além de o partido ter de superar o quociente eleitoral, seus aspirantes a vereador agora precisam ultrapassar 10% desse índice em votos nominais.O quociente é fruto da divisão dos votos válidos em um município pelas cadeiras na Câmara.

A NOVA REGRA
Candidatos só podem ser eleitos se alcançarem um mínimo de votos correspondente a 10 % do quociente eleitoral. Exemplo:  Total de eleitores =60.000 dividido por 10 cadeiras na Câmara = 6.000 (quociente eleitoral) 10% do quociente = 600 votos que é o mínimo que um candidato tem que ter, mesmo que o partido atinja o quociente.

O VOTO NA LEGENDA
Candidatos que se elegiam pela grande quantidade de votos dados à legenda, não serão mais eleitos caso não obtenham o mínimo de votos no seu nome, assim, passam a desestimular o voto na legenda. 


Edson Navarro

Leia outras matérias desta seção
 » Terceirizar a saúde vale a pena?
 » Operação Castelo de Areia a Fênix
 » Direito ou abuso adquirido ?
 » Errar é humano mas persistir no erro é .....
 » É você Satanás ?
 » T.Contas aponta finanças deteriorando
 » Como entrar no anedotário nacional
 » A burrocracia na saúde mata crianças
 » T.Contas SP algoz? implacável? . Nada disso.
 » Tribunal de Contas o implacável
 » Autoridades: os abusos vão acabar?
 » Imbróglio medicamentoso
 » Marcio Menegatti uma história real
 » Europa genocida
 » Tribunal de Contas x Prefeitura
 » Tribunal de Contas age e breca licitação
 » Homenagem a Lei Anticorrupção
 » O mundo mudou, os políticos não!
 » 9 de Julho: a vitória política
 » PROERD da Polícia Militar



Voltar