» Colunas » Editorial

28/10/2018
Bolsonaro levou....uma nação dividida!

Talvez na história do Brasil nunca houve  uma eleição para presidente como essa. O bem contra o mal, fanatismo, radicalismo, etc. Nos 55% contra os 45% ficou claro que a Nação Brasileira continua dividida, entretanto, quanto existe de mal dentro dos 55% e quanto existe de bem dentro dos 45% ?. Só o tempo dirá. 

Bolsonaro terá que ser habilidoso com seus pares, os militares. Nas Forças Armadas a hierarquia vale na ativa e na reserva e seu vice é um General que não chegou ao posto por acaso. 

Haddad Lula da Silva aparenta o eterno garotão rico e cheio de sonhos, mas que na primeira dificuldade faz beiço e  corre para os braços da mamãe. 

Foi uma campanha cheia de ódio que deixou de lado candidatos tidos como sensatos, e , mal acabou já se vê confrontos. O rótulo do bem contra o mal vai prevalecer? - será essa a  democracia tupiniquim ?. 

O novo presidente  vai enfrentar um Congresso com deputados e senadores de primeira viagem, qual será o comportamento deles ? serão do bem ou do mal ? vai conseguir governabilidade ?. 

Vale lembrar um texto profético. Em 1978 o General Olimpio Mourão Filho  deixou  para a posteridade o texto . "Ponha-se na presidência qualquer medíocre, louco ou semi-analfabeto, e vinte e quatro horas depois a horda de aduladores estará à sua volta, brandindo o elogio como arma, convencendo-o de que é um gênio político e um grande homem, e de que tudo o que faz está certo. Em pouco tempo transforma-se um ignorante em um sábio, um louco em um gênio equilibrado, um primário em um estadista. E um homem nessa posição, empunhando as rédeas de um poder praticamente sem limites, embriagado pela bajulação, transforma-se num monstro perigoso." 

Vamos esperar que a história desta vez não se repita.

 

 

 

 

 

 


Edson Navarro - Economista

Leia outras matérias desta seção
 » A atual guerra Paulista
 » A vez do Witzel
 » O vídeo Bolsonaro x Moro
 » Caieiras deve receber R$ 11 milhões de ajuda federal
 » Feriado da consciência pandêmica - Folclore Nacional
 » Coronavírus-Osmar Terra: "não é bem assim"
 » Coronavírus: e agora manézada?.
 » Prefeito pretende gastar R$ 3,9 milhões em festas
 » Estado de Calamidade impõe normas na esfera jurídica
 » Prefeitura gasta R$ 10 milhões em festas
 » Concessão de transporte público
 » Reciclagem: a burrice nacional
 » Justiça Trabalhista em Caieiras multa mentirosos
 » O pátio do Detran de Caieiras
 » Manual da corrupção
 » Orçamento Público anual é preciso aprender e acompanhar
 » Terceirizar a saúde vale a pena?
 » Operação Castelo de Areia a Fênix
 » Direito ou abuso adquirido ?- Políticos
 » Errar é humano mas persistir no erro é .....



Voltar