» Colunas » Saúde

05/05/2024
Rins:Mitos e verdades

Tomar leite ajuda a formar cálculo renal?

MITO – Os cálculos renais são formados por cálcio, por isso há a ideia incorreta de que o leite e seus derivados devem ser excluídos da dieta. O leite é um importante alimento e seu consumo diário pode até inibir a formação das pedras, por reduzir a absorção do oxalato no intestino, sendo então liberado como oxalato de cálcio. Vale lembrar também que a falta do alimento pode causar osteoporose e outros prejuízos para a funcionalidade renal.

Todas as frutas podem ser consumidas sem restrições?

MITO – Algumas frutas podem, sim, ser benéficas para o trato renal, como a laranja e o limão, que são ricos em ácido cítrico, e atuam como agentes preventivos na formação de cálculos renais. No entanto, outras frutas podem ser prejudiciais aos rins, como a carambola, que possui a enzima caramboxina, que não é filtrada pelos rins e pode atingir o cérebro, causando confusão mental, vômitos e convulsões. É preciso ponderar o uso de cada fruta e consumir somente quantidades moderadas de cada uma. Que frutas são essas, que precisamos comer com maior moderação?

ATENÇÃO – Não só frutas, mas outros alimentos devem ser consumidos com moderação. Um exemplo são os produtos ricos em potássio, que pode ser danoso para pacientes renais crônicos. Geralmente eles são encontrados na banana, abacate, mamão, melão e uvas, além de grãos como feijão, ervilha e grão de bico, frutas secas e oleaginosas, chocolates e cafés. Portanto, esses itens também devem ser ingeridos com cautela por esses pacientes.

Sal em excesso pode causar pedra nos rins?

VERDADE – Quando consumido em excesso, o sal contribui para uma maior eliminação de cálcio do organismo, podendo gerar uma supersaturação da substância nos rins, o que pode levar à formação das pedras. O sódio contido no sal também pode afetar a pressão arterial, prejudicando os vasos sanguíneos dos rins e, consequentemente,suas funções.

Pacientes renais crônicos podem ingerir água à vontade?

MITO – O consumo exagerado de líquidos por parte de pacientes renais crônicos pode, muitas vezes, causar aumento da pressão arterial, edemas no corpo e em casos graves congestão pulmonar, podendo causar dificuldade respiratória. Por isso, é preciso consumir um volume correto, indicado por um médico. 

Um copo ou uma taça de bebida alcoólica pode fazer mal aos rins?

DEPENDE – Estudos mostraram que a prevalência de patologias renais, como a doença renal crônica, pode ser menor em pacientes que consomem uma taça pequena de vinho por dia. No entanto, o consumo exagerado do álcool provoca o efeito contrário: em excesso, bebidas alcoólicas podem causar hipertensão, doença que causa ou agrava cenários de problemas renais. Por isso, o consumo deve ser evitado ou moderado, sempre evitando exageros. A ingestão de álcool sem moderação também pode causar prejuízo ao fígado, coração e outros órgãos do corpo.

Alimentos ultraprocessados prejudicam diretamente os rins?

VERDADE – Alimentos como presunto, mortadelas, bacon, salsichas, queijos amarelos, margarinas e manteigas, enlatados e peixes salgados, como sardinha e atum em conserva, são ricos em sódio, substância já citada anteriormente pela capacidade prejudicial aos rins. Portanto, esses produtos devem ser consumidos com moderação, com atenção individual ao quadro clínico apresentado.


net

Leia outras matérias desta seção
 » COQUELUCHE - TOSSE COMPRIDA
 » Esquecer é tão importante quando lembrar
 » Assembléia Mundial da Saúde
 » A pior dor do mundo-nervo trigêmeo
 » Diabéticos tem aumento desenfreado
 » Descoberta a principal causa da doença inflamatória intestinal
 » Doença inflamatória intestinal
 » Câncer de pulmão x biomarcador
 » Estatinas: O que são, Como Funcionam e Efeitos Colaterais
 » Discalculia x matemática
 » Terapia genética:menina escuta pela 1ª vez
 » Verme vivo encontrado no cérebro de mulher
 » Rins:Mitos e verdades
 » Sal de cozinha tem limite
 » Água com gás x Àgua sem gás
 » Àgua filtrada é mais saudável ???
 » Micro- Ondas é seguro?
 » A cor da urina pode revelar doenças
 » Coletor menstrual - vantagens
 » Comidas ultraprocessadas


Voltar