06/09/2021
Libertinagem de expressão

Não faz muito tempo que os jovens “não viam a hora” de completarem seus dezoito anos de idade, para então poderem frequentar lugares que eram proibidos aos menores de idade. Atingindo a maioridade poderiam então entrar em salas de jogos para jogar snooker, jogar baralho e assistirem filmes impróprios para menores nos cinemas. Até nas bancas de revistas existiam revistas que eram impróprias para menores de idade ou, proibidas para os menores de dezoito anos de idade.

Como nesta vida tudo passa e tudo muda, agora quase não se fala do que é ou era proibido para menores. Com a chegada da internet, esse meio de comunicação mais rápido por onde qualquer um e de qualquer idade pode acessá-la, o “proibido para menores” parece que deixou de ser. Filmes que antes lhes eram proibidos de assistir nos cinemas, agora pela internet podem ser facilmente acessíveis. Qualquer criança que tenha liberdade para manusear um computador seja ele do tipo que for, ela pode assistir o que quiser, seja impróprio ou não para a sua idade.

Quantas crianças ainda tão crianças já assistiram ou ainda assistem os vídeos pornográficos explícitos sobre sexo, inclusive entre adultos do mesmo sexo? E pensar que para os jovens de antigamente era tão difícil ver as coxas de uma mulher... ... Dizem que a liberdade de expressão, ou o “sem censura” faz parte da democracia. Que dizer sobre as crianças de seis ou sete anos de idade que tem fácil acesso aos vídeos de zoofilia?

Sacanagem de adultos que criam vídeos sabendo que crianças também possam as escondidas assistir lindas mulheres (naquele de sempre por dinheiro se faz qualquer coisa) praticando sexo com cachorros. Se não bastasse só o sexo elas ainda enfiam em suas bocas os órgãos reprodutores dos cachorros e também os dos cavalos. Comparando com esta época em que vivemos será que nas cidades de Sodoma e Gomorra da Bíblia a indecência e a obscenidade foram iguais? Sabe-se que muitas pessoas assistem a tais vídeos, mas, em segredo nada comentam sobre eles porque outros iriam saber que elas são fãs de tais aberrações (risos). Agora, desde quando e quem está por trás dessas imoralidades já faz parte de outro assunto.

Altino Olimpio



Leia outras matérias desta seção
 » A tua estrada
 » O nascer sem saber e sem querer
 » Evolução indigna e maligna
 » Outros tempos já foram melhores
 » Disenteria provoca reflexões
 » Nós e o cérebro
 » Libertinagem de expressão
 » Mundo louco
 » Nem percebi o tempo passar
 » Humanidade atropelada pelas mudanças
 » Amor ao próximo tão distante
 » Só os velhos vivem sem ilusões
 » Brasil muito atrasado
 » O livre-arbítrio desapareceu
 » É verdade que são mentiras
 » O Continente fantasia
 » Nós sempre somos consequências
 » Quando estamos sendo nós mesmos?
 » Todos saem do povo mas depois...
 » Ninguém se livra do passado

Voltar