22/03/2024
No mundo existem crédulos e incrédulos

No mundo existem crédulos e incrédulos

Sei que existem pessoas com “espíritos” alegres, brincalhonas. Tem até gente que diz que existem pessoas com espíritos zombeteiros e levam a vida a brincar com os outros, zombando deles. Tem locais que muitos frequentam para ouvir alguém falar com “conhecimento” sobre o depois da morte, sobre onde os falecidos vão ficar, como eles continuam existindo no mundo espiritual e etc. Dizem que as experiências vividas pelos espíritos enquanto encarnados aqui na terra não se perdem, elas continuam com eles quando desencarnam. 

Quando nós pensamos, quando recordamos, quando raciocinamos, quando estamos conscientes de tudo o que ocorre a nossa volta é o nosso espírito, o nosso “ser interior” que abrange toda a nossa percepção do mundo exterior para saber quem somos, onde estamos e etc.? Como dizem, nós somos duais, somos corpo e alma (espírito), o corpo morre e o espírito não, ele continua a existir. Ele é aquele que fala, que ouve, que entende das “coisas” da vida e do mundo. Mas, se uma pessoa morre tendo sido adoecida com o Mal de Alzheimer, ela, ou melhor, o espírito dela fica também com essa mesma doença? Espírito com Alzheimer? (Risos). 

Consultando o Google da internet se existe hospital espiritual uma das respostas foi conforme o que se lê a seguir:

“A resposta é sim. Os chamados de hospitais espirituais são aqueles hospitais que existem no plano espiritual. São ambientes de instituições espirituais organizadas nos mesmos modelos dos hospitais daqui da Terra, com equipes médicas de atendimento com a utilização de recursos semelhantes, todavia bem mais evoluídos que os recursos médicos terrenos”. 

Então, se os espíritos que desencarnaram levaram consigo o Mal de Alzheimer (espíritos com Alzheimer, risos) eles têm à disposição deles hospitais espirituais bem equipados para tratar de curá-los e devolver-lhes a saúde (risos) para continuarem existindo para sempre.

Altino Olímpio



Leia outras matérias desta seção
 » Turismo na UPA de Perus
 » A solução
 » No mundo existem crédulos e incrédulos
 » Joana d’Arc (1412 – 1431)
 » Foram tempos de fascinação
 » Não vou, é muito longe
 » Somos acúmulos do que mentalmente recepcionamos
 » Quando a vida é bela ou cor de rosa?
 » Reflexões 
 » Só sei o pouco que sei e mais nada
 » Conversa entre amigos do antigo Orkut
 » O “me engana que eu gosto” é sempre atual
 » A mulher do ai, ai, ai
 » Quando nós seremos nós mesmos?
 » Viver muito cansa?
 » A aventura de viver
 » Esquecidos, o céu, o sol e a lua 
 » Uma lembrança que a memória não esqueceu
 » Tempos felizes de molecagens
 » A importância da vida

Voltar