04/11/2015
Baita susto

Corriam os anos 90.
 
Recém aposentados, andávamos pelas fabricas de papel, atrás de projetos, afinal, juntos somos fortes, sozinhos não somos nada aliás, esta é a maior mentira que já ouvi pois na mídia cada um recebe por aquilo que sabe e faz e não pelo que conversa e enrola.
 
Marcamos uma visita em Gal Mallet PR, atrás do fim do mundo. Eu, Tchechenio e Manganelo (que era evangélico). Peguei minha Parati 85, álcool e rumei para Jundiaí, buscar Tchechenio. De lá peguei a Anhanguera e fui sair na Castelo, buscar Manganelo, o evangélico, que nos esperava em Osasco. Coleta feita, rumamos prá Gal Mallet. Manganelo, o evangélico, era metido á motorista de formula 1 e adorava o Emerson Fittipaldi e José Carlos Pacce. Então foi me dando ordens de como bem dirigir, tais como: acelera agora, reduz, engata, não freie use a marcha, força total ...e lá ia eu.
 
Após 780km, já noite alta, chegamos ao Hotel Fazenda Dorizzon. Fizemos o check in e ......tinha só dois quartos vagos ..........Tchechenio logo se adiantou e reservou um só prá ele; Eu e Manganelo, o evangélico tivemos que ir pro outro quarto com duas camas. Me fodi, pensei e acertei. 
 
Cansado, tomei uma ducha e deitei-me. Manganelo, o evangélico, fez o mesmo, mas…sentou-se na cama e convidou-me prá orar com ele. Não obrigado, respondi; já dei muito trabalho pros meus santos hoje e quero deixá-los descansar. Vi fogo no olhar de Manganelo, o evangélico.
 
Começou então, ele á orar, sentado na cama ao lado da minha. Dormi.
 
De repente, uma voz forte me acorda; abro os olhos, assustado e vejo Manganelo, o evangélico suplicando perdão para alguém, em voz alta. Fodeu, pensei comigo .......se não perdoarem logo este negão, vou passar a noite em claro, cacete ….
 
Dormi de novo pois estava arrebentado de tanto dirigir. Lá pelas tantas, acordo com sede e preparei-me prá apanhar uma agua no frigobar quando …tive um baita susto , visão do inferno !!!!!!   Apocalipse Now !!!!!!    O Armagedon  chegou........quase fugi pela janela do quarto .
 
Manganelo, o evangélico estava deitado com a barriga para cima, coberto só com um lençol e ........com seu Falo Reprodutor, ereto, imenso, em posição de ataque mortal. Parecia uma lona de circo. 
 
Tossi, pigarreei, arrastei o chinelo no chão e nada de acordar o negão; seu semblante era de paz, enlevo, perdão e grandiosidade. Tremi na base ......pensei mil coisas, vou acabar de dormir no corredor, vou deitar-me no banco do jardim, vou deitar –me na maca do ambulatório …enfim...........
 
Veio então uma ideia .......apanhei um prato que estava sob o vaso com flores na cômoda, coloquei-o na bunda e .......voltei a dormir.
 
No meu não, Valdemiro !!!!!!!
 

Fred Assoni

Leia outras matérias desta seção
 » Os três Mosqueteiros
 » Erudam-se!!
 » Relato de uma vida vazia
 » A velha carabina
 » Vejo , claramente , a luz apagar-se no fim do túnel
 » Carlos Zéfiro
 » A cueca atômica
 » Cabrunca
 » O cuscuz
 » Eu só queria passar
 » A formatura
 » Um grande amor
 » Festas suspensas
 » Adeus
 » Quase !!!
 » A última viagem
 » CRM Clube Recreativo Melhoramentos
 » Regras atuais para um bom transar
 » A breve vida de Jojô
 » O idioma alemão é fácil

Voltar