13/06/2019
CRM Clube Recreativo Melhoramentos

A verdade do extra-segundão

Muito se disse , muito se comentou porém a verdade poucos testemunharam e estes poucos ainda hoje agradecem aos céus poderem Ter assistido , visto , testemunhado aquela visão apocalíptica , aquele caos , aquele inferno nepalês que era o Extra CRM 1967 / 1972 .

A Fábrica contava nos dedos as horas que faltavam , antegozavam prematuramente o que estaria por vir no domingo próximo , pela manhã , no campo do CRM . Desfilariam por ali , Maidana , Granada , Ari CL, Cao Penteado , Kika Bertolo , Maurício Abacatêro , Nivaldo Vilalobos , Fred “Scotto” , Walter “ Ardiles “ Soares ( O Malícia ) , Valério Queijo , Sapo Viola, Raul Foiçada , Pradinho , Duca , Zé Pernada , Paulo Possante , Milton Cachorro , Renato Vicente , Duca , Dito Gordo , Dito Ambrósio , Paulo Lumumba , Maxuxo , Dito Saci , Adhemar da Pina , Claudio Sulfato , Dante Zerbinati e tantos e tantos outros que fariam parte deste período inesquecível , daquela máquina de perder jogos , daquela avalanche de derrotas inebriantes .

Varios e varios técnicos de futebol foram destinados à comandar o Segundão do Extra do CRM ; Todos sucumbiram à missão ; Ninguém conseguiu dar padrão de jogo , dar organização , dar coerência futebolística aquela turba insana de lazarentos que não desistiam nunca de jogar futebol. Pobres Anunciato Contidório , João Nanni , Faísca , Filismino , Matheus , Zelão Lopes , Angelim Faixa e outros .

Foram 42 partidas invictas , sem vencer nem empatar . Pior que isso só o IBIS de Pernambuco ; Perdemos para time de Japoneses , time de Padres , time infantil , time de veteranos e até para time da Terceira idade ; Só faltou perder prá time de paraplégicos .

Porém a verdade é uma só . Tinha sempre mais gente assistindo os jogos do Segundão do que os jogos do quadro principal do Extra . A bola saia dolorida, torta , arranhada mas ela gostava pois era futebol arte ( de louco ) , futebol espetáculo ( dantesco ) , jogadas que ninguém fazia , ninguém imaginava , ninguém acreditava .

Lembro-me bem que antes dos jogos , ainda nos vestiários , vestindo a gloriosa e bonita camisa do “ Fábrica “, Sr João Nanni pedia-nos pelo amor de Deus ,” Façam juz ao guaraná e sanduiche que ganharão após o jogo , ataquem ora pela direita , ora pela esquerda , Possante joga com Ari CL e do outro lado Fred jogará com Maurício Abacatêro , atacando sempre em dupla , tabelando , tocando e saindo “.

Joaquim Albino , desesperado , já falava em acabar com o Extra ; Simão Senne queria cortar os sanduiches e guaranás ; Hugo era adepto do corretivo físico para os “ atletas “ ; Orlando Camarão chorava no alambrado ; Remo Gabrielli xingava nossa incompetência , Angelim Fava queria invadir o campo e cobrir-nos de porrada , Nelson Fávero arrancava os cabelos .....

Até o dia que : Jogo no fim , 0 x 0 , pick nic do Sindicato dos Texteis de SP com 6 ônibus , arquibancada cheia de mulheres , penalti arrumado para nós ,faltavam 2 minutos para terminar o jogo . Gloria suprema , era nossa chance de deixar para trás 41 partidas perdidas ; Quem bate o penalti ?? Quem escreverá seu nome na galeria de heróis do CRM ?? Quem lavará a honra do Segundão e dará início a uma nova e promissora fase ??? Faísca então , manda Ari CL executar o tiro final ; Bola na marca , Ari babava , não sabia se olhava prá arquibancada ou para a bola , parada , hirta , redonda , fria , logo ali à sua frente ....

O árbitro apita , Ari CL corre trôpego para a bola , aumenta a velocidade , entra na grande área em velocidade total , o goleiro amedrontado joga-se num canto antes da bola partir e o f da p do Ari CL chuta a bola na chaminé da fábrica de papel .

Isto posto , batem o tiro de meta , confusão na nossa área , Raul Foiçada fura , Sapo erra o carrinho , Granada sai atabalhoado da meta , eu não consegui chegar à tempo na cobertura ( tava correndo atrás do Ari CL prá dar-lhe uma porrada pelo penalti perdido) , Maxuxo desesperado , tropeça , cai e .... gol dos homens ; Foi nossa 42a partida perdida .

Foi o fim . A torcida do CRM pedia nosso escalpo ; Queriam enforcar à todos , traziam cordas , garrotes e grilhões de aço ; Tivemos que fugir pelo mato para esperarmos o 1º quadro começar o jogo e o pessoal esquecer de nós .

Foi uma loucura , foi o caos , mas não o fim pois no domingo seguinte ,estaríamos lá , firmes , fortes e confiantes .

Fred Assoni



Leia outras matérias desta seção
 » A última viagem
 » CRM Clube Recreativo Melhoramentos
 » Regras atuais para um bom transar
 » A breve vida de Jojô
 » O idioma alemão é fácil
 » Os três castigos chineses
 » Bom 2019 para todos
 » A cura da Gagueira
 » Tonhão Coronhada
 » Gleice Pilates
 » Festa na piscina
 » Desmanche de Mulheres e homens
 » Amor e Traição
 » Affair Lotérico
 » Hipocondrismo
 » O presente da sogra
 » A partida
 » A velhice chegou
 » Os três Reis Magos
 » Nóis inverga mas não quebra

Voltar