» Colunas » Editorial

14/05/2016
Porque querem jogar" pixe" na Dilma ?

História de um povo. Marinilsa minha empregada a muitos anos, pergunta de chofre para meu filho. Dotôzinho júnio purque tão querendo jogá "pixe" na presidenti ?. 

Responde o "júnio" meio irritado - Nilsa eu já falei mais de  um milhão de vezes para você que não sou doutor, nem terminei o mestrado e ninguém jogou" pixe" na Dilma.
Nilsa volta a carga: -  num interessa  toda a genti chama seu pai de dotô intão ucê tamem é, i si ucê num assiste TV num sabe di nada." Júnio "acaba rindo e diz que tudo bem, vão jogar "pixe" na presidente.

Esse é o povo por séculos condenado a falta consciência política, ao analfabetismo puro ou funcional, não importa. Vive na simplicidade de uma vida sempre dependente de ajuda, especialidade da política de curral praticada por políticos nanicos. De certa forma o impeachment é um balde de pixe na presidente, tardio porém tempestivo.

A virada para a direita começou com o afastamento da "pixada" por pura incompetência, arrogância e desonestidade dos governos de esquerda, ora em processo de sepultamento.
Assume interinamente um senhor de centro-direita talvez? com um governo feito clube do bolinha, menina não entra. Pior, ministros investigados pela lava-jato e outros oriundos do governo da presidente "pixada" . Esta no fechar da cortina parece que descontrolou-se de vez.

E o tal golpe  tornado reza brava pelos partidos canhotos? - claro que não houve e nem há golpe nenhum, se fosse como pregam o paradoxo estaria na própria Constituição que prevê o "pixe na presidente".

O mundo muda a passos largos e os políticos principalmente não conseguem ver, muito menos acompanhar a velocidade da mudança.  Passa pela cabeça de alguém a vitória da lava jato e de um juiz de primeira instancia sem a internet , a televisão, as redes sociais e o vap-vap do lula?.

Quando o povo foi para as ruas transmitiu o recado de não querer mais os governantes que estavam no poder, os políticos com as câmeras de TV na fuça, jamais contrariariam esse recado, foi o que fizeram com as frases  ridículas e demagógicas  já pertencentes ao folclore nacional. " pelo meu neto, pela minha cidade, por jesus cristo, pela minha filha que vai nascer, pelo Brasil, pela minha cidade, pela minha mulher, pela minha amante...ops essa ninguém falou.

Enfim, décadas depois e o País destruído temos um novo governo por 180 dias, se as necessárias mudanças virão é esperar para ver, se os políticos colocarão o País acima de seus interesses pessoais também é ver para crer.

Enquanto isso a Nilsa continua com a razão, "tão querendo jogá" pixe "na presidente". vamos ver se conseguem. 


edson navarro

Leia outras matérias desta seção
 » A consciência dos políticos brasileiros em reais
 » O presente das trevas do Dória
 » TCE: Mais um prêmio para o ex-prefeito Hamamoto
 » TCE: Chumbo grosso no prefeito de caieiras
 » Liberdade de Imprensa-Daniel Nakao Maibashi
 » Me engana que eu gosto
 » Caieiras e o novo marco do saneamento básico
 » Quem brinca com fogo acaba se queimando
 » Coronavirus: o after day das contas
 » A atual guerra Paulista
 » A vez do Witzel
 » O vídeo Bolsonaro x Moro
 » Caieiras deve receber R$ 11 milhões de ajuda federal
 » Feriado da consciência pandêmica - Folclore Nacional
 » Coronavírus-Osmar Terra: "não é bem assim"
 » Coronavírus: e agora manézada?.
 » Prefeito pretende gastar R$ 3,9 milhões em festas
 » Estado de Calamidade impõe normas na esfera jurídica
 » Prefeitura gasta R$ 10 milhões em festas
 » Concessão de transporte público



Voltar