» Colunas » Editorial

As Enquetes, o que dizem?

Em primeiro lugar registram a opinião de cada um e tampouco podem ser confundidas com pesquisas eleitorais, como pretendem alguns advogados,no nosso caso onde o universo da pesquisa é restrito ao ambiente web e nem por isso de menor importancia, temos alguns resultados curiosos.Por exemplo, os votos dados à promotoria pública em Caieiras querem dizer o que? - quem vota nesse ítem? - serão os advogados que estão extremamente descontentes com a promotoria local? ou então são pessoas comuns que ao procurarem atendimento do Ministério Público não são atendidos satisfatoriamente, ou são ambos? - difícil definir e de qualquer forma é necessário maior atenção dos procuradores, procurar falhas e corrigí-las. A carga contra a atuação do MP já começou a muito tempo, a Lei da Mordaça é apenas um começo para tentar silenciar a classe que após a CF de 1988 ganhou poderes nunca vistos na República, resta aos promotores e procuradores de justiça tudo fazerem para garantir esse "status" alcançado pois transformaram-se na esperança do povo quando já não havia mais nenhuma que defendesse seus interesses.

Jornal A Semana

Leia outras matérias desta seção
 » Caieiras:Multas de trânsito,para onde está indo o dinheiro
 » De filantrópica para Estatal será que muda?
 » Mais de 20 anos depois o Gaema descobre o maior lixão do Brasil
 » TCE adverte Lagoinha, começou cedo!
 » Saúde desnorteada, perigosa e desrespeitosa
 » Lixão: Povo pretende protestar
 » A Lei que choveu no molhado
 » Lei bola de cristal...os políticos videntes
 » Caieiras: A vacina é escassa
 » O prefeito de Caieiras e seu secretariado "alienígena"
 » Previsões para 2021 de Nostradamus
 » Ecos de um governo desastrado
 » Os presentes indesejáveis do TCE
 » Identificadas as forças ocultas que derrotaram Gersinho
 » Limpe tudo e entre na Casa limpa, Lagoinha.
 » O lixo que nunca acaba
 » A velha política: dividir para ganhar
 » Liberdade de Imprensa: se acabar as outras não sobreviverão!
 » Caieiras:TCE aponta 33% de sobre preço em cestas básicas
 » Caieiras: Se sair mais do que entra "nóis quebra"



Voltar