» Colunas » Editorial

08/08/2006
A campanha oficial vai começar

A campanha política ganhará o calor das ruas a partir do horário político no rádio e na televisão nos próximos dias. Exposição na mídia e alianças políticas contam para a definição da preferência do eleitor. A divisão do Brasil de um centro-oeste, sudeste e sul a favor da oposição e o norte e nordeste a favor do governo será talvez a principal tarefa de nivelação da opinião eleitoral. Em todas as eleições anteriores, sempre houve uma homogeneidade média no resultado geral das urnas. Ao lado de quem posarão os candidatos? – Imagem vale mais que mil palavras. Em política, some a isso a militância.

Então, é interessante passear pelo país e ver a situação dos apoios e dos fatos que contam.

MINAS GERAIS

No segundo maior colégio eleitoral, a situação dos tucanos tem uma promissora terra para alavancar a campanha. O apoio de Aécio Neves e de Itamar Franco alentam o virtual crescimento de Geraldo Alckimim. Minas Gerais provavelmente será o fial da balança. O governador mineiro e candidato à reeleição Aécio Neves (PSDB) vai dispor de 9 minutos e 22 segundos em cada veiculação no horário eleitoral gratuito, no rádio e na TV, o que completa quase a metade do tempo de 20 minutos destinado aos candidatos ao governo, às segundas, quartas e sextas-feiras. O Estado tem 14.000.000 eleitores. Sanguessugas na lista de Minas: Cabo Júlio (PMDB-MG); Isaías Silvestre (PSB-MG); José Militão (PTB-MG); Osmânio Pereira (PTB-MG);

RIO DE JANEIRO

O PT nunca decolou eleitoralmente no Rio de Janeiro. O PSDB tem o apoio do Prefeito César Maia. O Rio é o Estado com grande número de “mensaleiros” e “sanguessugas” aliados do Presidente Lula. O Estado carioca tem 10.891.293 eleitores. Curiosamente, é o que mais tem simpatia pela candidata Heloisa Helena, segundo os índices de rejeição. Falta traduzir isso em intenção de votos. Os escândalos do Waldomiro Diniz e Carlinhos Cachoeiras serão lembrados. O Estado tem 11.000.000 eleitores. Sanguessugas na lista do Rio: Paulo Baltazar (PSB-RJ); Fernando Gonçalves (PTB-RJ); Reinaldo Betão (PL-RJ); Vieira Reis (PRB-RJ); João Mendes de Jesus (PSB-RJ); Doutor Heleno (PSC-RJ); Reinaldo Gripp (PL-RJ); José Divino (PRB-RJ); Elaine Costa (PTB-RJ); Almir Moura (PFL-RJ)

SÃO PAULO

O Estado é o maior colégio eleitoral do Brasil. Geraldo Alckimim faz dobradinha com José Serra. É o terreno mais sólido dos Tucanos no Brasil, apesar do problema da segurança pública. O PT, de origem paulista, é o partido mais desgastado com os escândalos de corrupção no governo Lula. Os escândalos que envolvem José Dirceu, Delúbio Soares, Silvinho Pereira, José Genoíno, Antonio Pallocci, Ângela Guadagnin, assassinato de Celso Daniel, assassinato do Toninho de Campinas, os dólares do Duda Mendonça, Luiz Gushiken, Paulo Okamoto, José Mentor, João Paulo Cunha, Rogério Burati, dentre outros entrarão no filme sobre o PT de São Paulo. O Estado tem 16.000.000 eleitores. Sanguessugas na lista de Sampa: Jeferson Campos (PTB-SP); João Batista (PP-SP); Vanderlei Assis (PP-SP); Marcos Abramo (PP-SP); Fernando Estima (PPS-SP); Neuton Lima (PTB-SP); Amauri Gasques (PL-SP); Edna Macedo (PTB-SP); Irapuan Teixeira (PP-SP); Bispo Wanderval (PL-SP)

ESPÍRITO SANTO

No Espírito Santo, o tucano Geraldo Alckmim também tem um palanque e tempo de TV e rádio bastante expressivos. A obra é do ex-prefeito de Vitória, Luiz Paulo Vellozo Lucas. O fiel da balança é o candidato à reeleição ao governo do Estado Paulo Hartung. O Estado tem 2.300.000 eleitores. Alguns sanguessugas capixabas: Cleonâncio Fonseca (PP-SE); Marcelino Fraga (PMDB-ES);

RIO GRANDE DO SUL

O ex reduto petista agora é da oposição ao governo Lula. Alckmin continua à frente na preferência dos gaúchos para presidente, com 30,5%, mas a vantagem sobre Lula (28,8%) caiu em relação ao levantamento anterior. A surpresa foi o salto de Heloísa Helena de 9,9% em julho para 16,8% em agosto, um índice bastante superior à sua média nacional, que vai de 8% a 11% em levantamentos recentes. Durante a propaganda eleitoral gratuita de rádio e TV, que se inicia em 15 de agosto, a tucana Yeda Crusius terá praticamente o dobro de tempo de rádio e TV na comparação com seus dois principais adversários na disputa pelo governo gaúcho: o governador Germano Rigotto (PMDB) e o ex-governador Olívio Dutra (PT). O Estado tem 8.000.000 eleitores. Alguns sanguessugas do RS: Edir de Oliveira (PTB-RS);

SANTA CATARINA

Na terra da estridente senadora Ideli Salvati, Alckimim e Heloisa Helena seguirão com boas perspectivas. É que 70% dos eleitores catarinenses desaprovam o governo Lula. Alckmim conta com Jorge Bornhausen, presidente do PFL, e com Luiz Henrique (PMDB) candidato à reeleição ao governo do Estado. Mais uma vez, o candidato Tucano terá mais tempo de TV e rádio que seus adversários. Nesse aspecto, quem perde mais é Heloisa Helena. O Estado tem 4.100.000 eleitores.

PARANÁ

O tucano Geraldo Alckimim tem um palanque a altura de sua impressionante perspectiva na preferência do eleitorado paranaense; conseguiu aglutinar as maiores forças do Estado. O Paraná tem 7.200.000 eleitores. Na lista dos sanguessugas: Iris Simões (PTB-PR)

BAHIA

Maior Estado do Nordeste, a Bahia tem hoje uma população de 13.815.334 milhões de habitantes. 417 municípios reúnem 9.109.353 eleitores, no 4º maior colégio eleitoral do país. Jaques Wagner, o candidato de Lula ao governo baiano, terá o maior tempo no horário eleitoral de rádio e TV.Geraldo Alckmim tem o apoio dos senadores Antonio Carlos Magalhães, César Borges e Tourinho Filho. É nesse Estado que a nivelação nacional deve começar para homogeinizar a tendência nacional. Uma eventual virada da oposição determinará os rumos da campanha. O Estado tem 9.100.000 eleitores. Alguns sanguessugas na lista baiana: Mário Negromonte (PP-BA); Zelinda Novaes (PFL-BA); Reginaldo Germano (PP-BA); Coriolano Sales (PFL-BA);

ALAGOAS

A terra da candidata Heloisa Helena tem a distribuição do horário eleitoral mais equilibrado para os candidatos locais. João Lyra (PTB) e Teotônio Vilella Filho (PSDB) são os mais fortes. Nesse aspecto, ganha o Tucano, mas é Heloisa Helena que tem maior apelo em Alagoas. É aqui que ela deve dar o salto de 29% atuais para o patamar de 40%. Nesse Estado, ela tira tanto votos de Lula quanto de Alckmim. O Estado tem 2.000.000. Alguns na lista dos sanguessugas: Benedito de Lira (PP-AL); João Caldas (PL-AL);

PARAÍBA

Terra do suspeito sanguessugueiro senador Ney Suassuna, aliado de Lula e líder do PMDB, a Paraíba tem o cenário eleitoral mais confuso da federação. O PSDB e o PSOL podem levar vantagem na confusão. O Estado tem 2.600.000 eleitores. Alguns na lista dos sanguessugas: Enivaldo Ribeiro (PP-PB); Ney Suassuna (PMDB-PB)

SERGIPE

Sergipe é outro Estado confuso. A dissidência no caso é desfavorável ao PSDB por conta da aliança deste com o PFL. Lula é o mais favorecido na confusão. No mais, é o Estado com menos candidatos nas eleições de outubro, apenas 273 para todos os cargos. O Estado tem 1.300.000 eleitores.

PERNAMBUCO

Na terra do ex-ministro da Saúde, Humberto Costa (PT), a campanha tende a ser acirrada em razão da desmoralização do Partido dos Trabalhadores no Estado. Jarbas Vasconcelos é o principal trunfo de Geraldo Alckimim para reverter a vantagem de Lula. Aqui poderá acontecer o efeito Alagoas, em virtude de o Estado ser historicamente de “esquerda”. Heloisa Helena parece ser o potencial de crescimento eleitoral. O Estado tem 6.000.000 eleitores.

RIO GRANDE DO NORTE

É uma surpresa no Nordeste. O Estado revela preferência por Garibaldi Filho (PMDB), que por circunstâncias, é mais simpático a Geraldo Alckimim. Heloisa Helena também tem um vasto terreno fértil para crescer. De novo, os apoios políticos no horário de rádio e TV favorecem o Tucano. Lula joga com liberação de verbas para “puxar” prefeitos e vereadores. O Estado tem 2.100.000 eleitores. Na lista dos sanguessugas: Nélio Dias (PP-RN);

CEARÁ

Apesar de o candidato ao governo do Estado, Lúcio Alcântara (PSDB) ter grande possibilidade de vencer no primeiro turno, além do apoio do presidente do partido, senador Tasso Jereissati, Geraldo Alckimim amarga um emperro considerável. Há dissidências de prefeitos do PSDB, que denuncia cooptação pelo governo federal. No Ceará só Heloisa Helena poderá tirar votos de Lula ou uma maior exposição dos escândalos da “família genoíno”: cuecão com dólares e indenização do anistiado, e do José Airton Cirilo, ex-assessor de Humberto Costa e ex-prefeito acusado de envolvimento no escândalo dos sanguessugas. O Estado tem 5.400.000 eleitores. Na lista dos sanguessugas: Almeida de Jesus (PL-CE);

PIAUI

O senador Mão Santa deve ser eleito pela terceira (ou quarta?) vez governador do Piauí pelo PMDB da ala de oposição a Lula. O atual governador e candidato à reeleição Wellington Dias (PT) é acusado pelo dono da Planan de ser interlocutor de compras de ambulâncias superfaturadas. Heloisa Helena corre solta. O Estado tem 2.100.000 eleitores.

MARANHÃO

O Maranhão é uma ficção política. O senador José Sarney é cabo eleitoral de Lula. A candidata ao governo Roseana Sarney se diz neutra. Edson Lobão apóia Geraldo Alckimim. Mas o Estado está mais interessado na discussão sobre a divisão do Maranhão em dois Estados. O que vai sair daí? Só por feitiço. O Estado tem 4.000.000 eleitores. Na lista dos sanguessugas: Ribamar Alves (PSB-MA);

DISTRITO FEDERAL

Lula vai muito mal na capital federal. Os candangos rejeitam a reeleição do presidente. O DF tem 1.700.000 eleitores.

GOIAS

Geraldo Alckimim tem a preferência dos goianos, que também não digerem muito bem Lula, que não tem palanque expressivo. Heloisa Helena pode surfar a vontade para angariar mais votos. O Estado tem 3.800.000 eleitores.

MATO GROSSO

O pantanal é uma beleza. Tem senadora do PT correndo de ambulância. Rei da soja recebendo troféu moto-serra. E o choro da viúva de Dante de Oliveira. O Palácio Paiaguás deve ficar com o rei da soja. Na corrida presidencial, Alckimim, Lula e Heloisa seguirão empatados. O Estado tem 2.000.000 eleitores. Na lista dos sanguessugas: Ricarte de Freitas (PTB-MT); Wellington Fagundes (PL-MT); Pedro Henry (PP-MT); Lino Rossi (PP-MT); Teté Bezerra (PMDB-MT); Serys Slhessarenko (PT MT)

RONDONIA

A terra dos podres poderes. O PSDB vai apoiar a candidatura de um membro da ala governista do PMDB. Esta é a situação do Estado de Rondônia após o fechamento das candidaturas estaduais nas convenções partidárias. Os tucanos integram formalmente a chapa do senador Amir Lando (PMDB) na corrida pelo governo estadual. O deputado federal tucano Hamilton Casara será o vice de Lando, que atualmente preside a CPI dos "sanguessugas". Nessa seara, o tucano leva vantagem. O Estado tem 1.000.000 eleitores. Na lista dos sanguessugas: Nilton Capixaba (PTB-RO)

MATO GROSSO DO SUL

Geraldo Alckimim tem larga preferência do eleitorado do Mato Grosso do Sul. Parece ser o Estado do Centro-Oeste mais alinhado a São Paulo e Paraná na escolha do próximo presidente. O Estado tem 1.600.000 eleitores. Na lista dos sanguessugas: João Grandão (PT MS)

TOCANTINS

Quem manda no Estado são as mulheres. O Estado tem 900.000 eleitores. Na lista dos sanguessugas: Maurício Rabelo (PL-TO); Pastor Amarildo (PSC-TO)

PARÁ

Geraldo Alckimim conta com nome mais forte para a disputa: o ex-governador Almir Gabriel (PSDB). Já o PMDB definiu o deputado federal José Priante como candidato, e o PSOL, o ex-prefeito de Belém Edmilson Rodrigues. O PT vai com a senadora Ana Júlia. O Estado tem 4.200.000 eleitores. Na lista dos sanguessugas: Raimundo Santos (PL-PA);

AMAZONAS

O líder do PSDB no Senado e candidato ao governo do AM, Arthur Virgílio, uma das principais vozes da oposição ao governo Lula, vai enfrentar o atual governador de Amazonas, Eduardo Braga (PMDB), que apóia a reeleição do presidente. O Estado tem 1.800.000 eleitores.

ACRE

O Estado do Acre tem 412.000 eleitores e vários sanguessugas na lista: João Cerreia (PMDB-AC); Júnior Betão (PL-AC);

RORAIMA

O Estado tem 233.000 eleitores. Na lista dos sanguessugas: Alceste Almeida (PTB-RR)

AMAPÁ

O Estado tem 360.000 eleitores. Na lista dos sanguessugas: Benedito Dias (PP-AP); Eduardo Seabra (PTB-AP)


Hermano Leitão / JAS

Leia outras matérias desta seção
 » Manual da corrupção
 » Orçamento Público anual é preciso aprender e acompanhar
 » Terceirizar a saúde vale a pena?
 » Operação Castelo de Areia a Fênix
 » Direito ou abuso adquirido ?
 » Errar é humano mas persistir no erro é .....
 » É você Satanás ?
 » T.Contas aponta finanças deteriorando
 » Como entrar no anedotário nacional
 » A burrocracia na saúde mata crianças
 » T.Contas SP algoz? implacável? . Nada disso.
 » Tribunal de Contas o implacável
 » Autoridades: os abusos vão acabar?
 » Imbróglio medicamentoso
 » Marcio Menegatti uma história real
 » Europa genocida
 » Tribunal de Contas x Prefeitura
 » Tribunal de Contas age e breca licitação
 » Homenagem a Lei Anticorrupção
 » O mundo mudou, os políticos não!



Voltar