» Colunas » Editorial

10/06/2019
Lixão: Vox Populi Vox Dei

Na audiência pública  quinta feira passada, o povo disse não ao aumento da capacidade do lixão da Essencis. Centenas de pessoas lotaram o local para protestar, os representantes da empressa mal conseguiram falar. 

Nenhum político compareceu ao evento, talvez com medo de enfrentar o povão que vem tendo a saúde prejudicada por conta dos gases expelidos pelo lixão.

As gravações mostrando a repugnância dos moradores de Caieiras à pretenção da Essencis  e a omissão dos políticos estão nas redes sociais. Resta saber como eles se comportarão daqui por diante, o argumento contra a ampliação foi dado pelo repúdio popular, mas, pode ser que a empresa tenha justificativas mais convicentes e no final acabe conseguindo o que quer. 

Um fato curioso foi a "mitigação" proposta: "instalar lixeiras nos bairros" RECICLAR E TRATAR  mais uma vez não apareceram na pauta talvez porque o custo de enterrar os resíduos gera lucros astronômicos embora seja uma política suicida e burra. A solução é simples, basta cumprir o projeto original, um engodo aplicado nos caieirenses e região pela antiga Cavo.

Agora, é aguardar para ver o desenrolar dos acontecimentos no Comcid, na Prefeitura  e na Câmara. Nas eleições do ano que vem analise qual foi o comportamento do seu candidato  em relação ao lixão e não se deixe iludir por aqueles que são "contra" da boca para fora. 


Edson Navarro - Economista

Leia outras matérias desta seção
 » A consciência dos políticos brasileiros em reais
 » O presente das trevas do Dória
 » TCE: Mais um prêmio para o ex-prefeito Hamamoto
 » TCE: Chumbo grosso no prefeito de caieiras
 » Liberdade de Imprensa-Daniel Nakao Maibashi
 » Me engana que eu gosto
 » Caieiras e o novo marco do saneamento básico
 » Quem brinca com fogo acaba se queimando
 » Coronavirus: o after day das contas
 » A atual guerra Paulista
 » A vez do Witzel
 » O vídeo Bolsonaro x Moro
 » Caieiras deve receber R$ 11 milhões de ajuda federal
 » Feriado da consciência pandêmica - Folclore Nacional
 » Coronavírus-Osmar Terra: "não é bem assim"
 » Coronavírus: e agora manézada?.
 » Prefeito pretende gastar R$ 3,9 milhões em festas
 » Estado de Calamidade impõe normas na esfera jurídica
 » Prefeitura gasta R$ 10 milhões em festas
 » Concessão de transporte público



Voltar