18/05/2014
Carta do retorno

Carta do Retorno
Amigo Stangl.
Estou voltando prá São Paulo , cara .
Projeto aqui tá no fim e já desacelerei o ritmo fazendo a assepsia técnica de tudo aquilo que foi desenhado e projetado pelo nosso time .
Já pendurei minha Cuia de Chimarrão na janela prá secar ( não se enxuga Cuia com pano , embolora ) , lavei minha Bomba de Mate , dobrei minha roupa de serviço  e coloquei pó Lucretim na bota ( prá espantar o chulé ) .
Encontrei meu amigo Celso Steincherer dia desses , perdido por aqui , mostrei-lhe a foto dele e seus colegas de escola no Bairro Chic , lá na Fabrica de Papel Melhoramentos , comandados pela simpática e bela professora  ?( com seus cabelos armados no laquê  , o must da época ) . Acho que vi uma lágrima escorrer dos olhos dele ....saudade pura . Grande Celsão , cara da melhor qualidade .
Estou deixando a Querência de Fraiburgo SC com dor no peito , dor de deixar pessoal bom de lida prá trás , dor de deixar meu pinhão na chapa , da graspa ardida , do Drumete assado , da Sambiquira frita , do Queijo da Colonia , da Chuleta com pétalas de Alho , do Torresmo prensado ( aqui chamam de Couro de Sucuri ) , do pepino anão no vinagre , da Chimia de morango ...enfim ...tá acabando .
Não sei se levo minha Pala prá S Paulo pois aí é muito quente e não terá serventia para mim ; Tampouco levarei meu Rebenque e meu par de Esporas pois se aparecer pilchado em Bragança , vão querer me crucificar no Morro das Sete Voltas ..
Minha faca gaudéria vai comigo , ela corta , escama , raspa , abre lata , abre cerveja , lixa a unha do pé , tem função parafuso , furador e tesourinha .Uma beleza .
Enfim , foi muito bom viver aqui nestes oito meses de pelea braba , ouvindo Gaita e Cordeona todo dia , cedo e de noite , numa festança só ; Nem sei que novela tá passando na TV e Jornal aqui só o Jornal do Padre que fala mais besteiras que o Lulla ....
Vou torcer prá não pegar um protesto destes vagabundos na minha volta, pois minha Veraneio não pode ficar muito tempo na marcha lenta que ela ferve .
Peço comprar para mim um litro da Lafayette Amarelinha pois vou chegar com sede de tomar uma cachaça mineira da melhor qualidade.
Abraço                

Fred Gaiteiro
 



Leia outras matérias desta seção
 » Os três Mosqueteiros
 » Erudam-se!!
 » Relato de uma vida vazia
 » A velha carabina
 » Vejo , claramente , a luz apagar-se no fim do túnel
 » Carlos Zéfiro
 » A cueca atômica
 » Cabrunca
 » O cuscuz
 » Eu só queria passar
 » A formatura
 » Um grande amor
 » Festas suspensas
 » Adeus
 » Quase !!!
 » A última viagem
 » CRM Clube Recreativo Melhoramentos
 » Regras atuais para um bom transar
 » A breve vida de Jojô
 » O idioma alemão é fácil

Voltar