24/10/2014
A Sucuri vomitadora

Essa foi-nos contada por TQCampos , um contador de causos históricos , morador do fabuloso bairro da Fábrica , em Caieiras .
Corriam os anos 60 e a rotina prosseguia ...trabalho ,  casa , clube , casa e trem p/ Lapa umas duas ou três vzs por mês . Seguia a vida .
Um dia , 17:00 hs , saíram do serviço TQCampos e seu amigo Marco rumando para casa , no caminho para Vila Leão , fundos para o Ribeirão Juquery .
Chegando na casa de Marco , resolveram descer ao quintal prá “ tomar uma “ no barracão da casa ; Qual não foi a surpresa de ambos , ouviram um alvoroço nos fundos do quintal com as galináceas desesperadas , cacarejando e batendo asas , num furdunço danado . Correram até lá .
Chegando até o cercado , depararam com uma enorme cobra de ~~5 mts , abocanhando galinha por galinha , insaciável e destruidora ; TQCampos não pensou duas vezes , falou pro seu amigo Marco   – Aperte a barriga da bicha !!! e voou na direção da anaconda segurando firmemente sua cabeça .
Assustado , Marco chegou até a cobra que se contorcia e começou a apertar sua barriga , prendendo com os joelhos aquele corpo roliço . Como por milagre , os galináceos foram saindo , um a um de dentro da cobra até contarem 8 espécies .
Percebendo que a danada tinha expelido todas as galinhas engolidas , TQCampos soltou a cabeça da cobra , atordoada , deu-lhe um chute e a mesma , assustada , deslizou de volta ao Ribeirão Juquery .
Checaram então o estrago feito pela anaconda e perceberam que cinco galinhas estavam inteiras , vivas e cacarejantes , meio atordoadas mas vivas e só três morreram .
TQCampos falou então prá seu amigo Marco : Foi por pouco hein Marcão ?? Mais alguns minutos e seu galinheiro estaria devastado por este minhocoçú crescido .
As três galinhas mortas foram para a panela e deram ainda uma boa canja .
Comentaram que a pobre Sucuri fugiu desesperada pelo rio Juquery até chegar ao Rio Tiete onde viveu o resto de seus dias , amuada até morrer de velhice e depressiva .

 

Comentários:

O Fred esqueceu uma parte da história.

Antes de ir para o rio tiete ela habitou por alguns meses o córrego que passava nos fundos das casas do Calónico  e do Cambuquira, o Vitorio Olimpio jurava que essa façanha era verdadeira.(edson navarro)



Leia outras matérias desta seção
 » Os três Mosqueteiros
 » Erudam-se!!
 » Relato de uma vida vazia
 » A velha carabina
 » Vejo , claramente , a luz apagar-se no fim do túnel
 » Carlos Zéfiro
 » A cueca atômica
 » Cabrunca
 » O cuscuz
 » Eu só queria passar
 » A formatura
 » Um grande amor
 » Festas suspensas
 » Adeus
 » Quase !!!
 » A última viagem
 » CRM Clube Recreativo Melhoramentos
 » Regras atuais para um bom transar
 » A breve vida de Jojô
 » O idioma alemão é fácil

Voltar