17/08/2015
Aritmética

ARITMÈTICA
Iniciou-se a obra .
Local , sudeste do país , lugar inóspito , longe de tudo , bonito mas, inóspito .
Maquinas , infra estrutura básica , empreiteiras , barracões dormitórios , casas de moradia para a chefia , vila p/ funcionários , clube básico , boteco , bar , farmácia , supermercado diferenciado , dancing ...enfim , tudo que o inicio de obra requer .
Após quinze dias do início , chega o chefão , o diretor do empreendimento , Eng Eugen Kratovisch , um polaco enorme , vermelhão , calvo , voz forte e competente . Correm os dias , reuniões , equipes de trabalho funcionando , emprego farto para o povo local e adjacências , dinheiro aparecendo na comunidade .
O Eng Eugen veio sozinho , deixando esposa e filhos na Europa pois , segundo avisaram á  ele , viria para uma terra de “ índios cortadores de cabeça “ . Nas quartas e sábados , promoviam-se festas no clube recém construído , com bailes , forrós , encontros entre o pessoal de obra , palestras , etc .O Eng Eugen quis conhecer e participar destas “ festas comunitárias “  para enturmar-se e sair um pouco da rotina modorrenta pois sua única diversão era pescar , nos fins de semana .
Aritá , era uma morena , 22 anos , bem feita de carnes , judiada pois era nativa , trabalhava nos escritórios da obra como copeira , irmã de sete piás e família bem simples ( seu nome verdadeiro era Aritmética , que seu humilde pai achou bonito e registrou-a com a ajuda do fdp do escrivão local ) . Era expansiva , alegre , gentil , cativante além de bonita , uma beleza rude mas ....bonita e inteligente .
O Eng Eugen percebeu logo a diferença entre o desempenho profissional e porte de Aritá e outras funcionárias do escritório . Promoveu-a então para Copeira da Chefia ; Fazia café , trazia água , limpava o escritório e até tirava xerox com maestria , pois aprendeu com a secretária de Eng Eugen , a Margot vinda de Curitiba PR .
Numa sexta feira , promoveram um forró para um pessoal fornecedor que visitava a obra . Gaita , Violão de Sete , Baixo e Bateria comeram solto . Ambiente alegre , bebida boa , musica regional e o Eng Eugen , com uns gorós já na cabeça , quis aprender dançar uma Vanêra , bem puxada na Gaita do Vadico Tripé . Dançou com uma garota , com outra e mais outra , todo desajeitado mas , alegre . Só que o tcheco Eugen não sincronizava os passos pois as suas parceiras não se preocupavam em ensinar-lhe e só queriam “ dançar com o chefe “ ; Aí , desabrochou-se a diferença entre Aritá e as outras .
Num certo momento Eugen , chamou Aritá para dançar com ele e acendeu-se a fagulha do destino . Aritá , pacientemente , ensinou o tcheco á dançar a Vanêra , um , dois , volta , dois , um , roda e pronto , ganhou o chefe . Não se largaram até o fim da festinha . Eugen até escreveu , via fax , prá sua família na Europa “ Eu estar aprendido dançar VANÊRRA , muuuuuito bom “ .
Correu-se o tempo e Eugen começou á aparecer mais .....digamos , cuidado pois cortava o cabelo quinzenalmente , barbeava-se todo dia , não repetia calça , nem camisa e já dirigia o carro da empresa com mais cuidado . Ninguém percebeu isso mas..........Aritá , percebeu . Ela era chamada quase que diariamente na sala do chefe para .....um dedo de prosa . Falavam sobre o cafezinho , sobre a vida na obra , família , projetos de vida e futuro .
Aritá , nativa mas não burra , percebeu o interesse do tcheco por ela e já faceira , caprichou ainda mais na performance diária ; Começou á colocar uma folhinha miúda no pires do café do tcheco ( folhinha de quero quero ) , uma balinha de troco de  boteco diariamente sobre a mesa dele , apontava , ela mesma os lápis de cor que o tcheco usava em suas anotações e fazia coisas que chamaram a atenção de Eugen .
Um dia , mais folgado , Eugen pede que Aritá , traga-lhe um café e pergunta –lhe qual o nome da folhinha que ela , delicadamente deixava em seu pires . Aritá , responde –lhe        – É quero quero , Sr Eugen .  Eugen então , levado por uma força desconhecida , retruca        – E vc quer , pequena Aritá ????       Dai , veio a voz do destino e ela respondeu-lhe , firme e decidida        - É o que eu mais quero .
Pronto !!!!  fechou-se o circulo do desejo .
Lógico que Eugen , executivo principal do empreendimento , já veterano , 50 / 55 anos nas costas , sabia que não poderia envolver-se putanalmente com uma jovem plebeia de 22 aninhos . Tampouco Aritá poderia começar á frequentar a casa de Eng Eugen pois tinham vizinhos atentos e não ficaria bem prá ela .
Montaram então um esquema amoroso . Complicado mas , fatal .
Se fossem para os motéis da região , seriam facilmente reconhecidos ; se fossem para o mato , correriam o risco de serem pegos por fiscais florestais , caçadores amadores , passarinheiros etc. Eugen então , resolveu dar um curso de “ Praticas de Escritorio “  em Curitiba , distante 1:30 hs de ônibus , para Aritá .
Eugen então , a esperaria num canto da rodoviária e partiriam pro abraço . Vejam o poder do foder !!!!!! Todos os passageiros desceriam do ônibus na Rodoviaria de Curitiba , cada um iria pro seu lado e Aritá rumaria prum dos cantos afastados , longe de tudo prá se encontrar com seu “ Velho Garanhão “ .
Oficialmente , Aritá iria estudar e Eugen passear , sempre sozinho . Mal sabia a sociedade local que iam para o mesmo lugar . E deu certo . Ficaram nessa vida , obra , viagem , hotel , viagem , obra uns  6 meses . Nas segundas feiras Eugen chegava revigorado ao trabalho e Aritá meio desmontada mas......tudo pelo amor .,
Passado algum tempo , resolveram oficializar a relação , a familia de Aritá mudou-se para uma casa maior na vila e ela parou de trabalhar , atendo-se apenas á vida doméstica . Para a comunidade até que não foi um choque pois o pessoal mais atento , já tinha pressentido algo entre os dois .
Mas viviam bem . Eugen tocando a obra e Aritá cuidando da comunidade na parte social e benemerência . Iam ás festas , reuniões , bailes sempre juntos demostrando bom entrosamento . Dizem as má línguas que Aritá hoje , mantém um jovem nativo  como “ complemento sexual “ pois o velho Eugen não está mais “ ponta dos cascos “ e semanalmente ela farfalha com este jovem , complementando suas necessidades genitais .
A Sra Eugen , a oficial , foi informada do fato , acertou-se juridicamente sua situação e vive hoje com um holandes , amigo de Eng Eugen em Mupperg DE .
Mais uma vitória do amor entre o 1º e 3º mundo.

 

Fred Assoni

 

 

 

 

 



Leia outras matérias desta seção
 » Os três Mosqueteiros
 » Erudam-se!!
 » Relato de uma vida vazia
 » A velha carabina
 » Vejo , claramente , a luz apagar-se no fim do túnel
 » Carlos Zéfiro
 » A cueca atômica
 » Cabrunca
 » O cuscuz
 » Eu só queria passar
 » A formatura
 » Um grande amor
 » Festas suspensas
 » Adeus
 » Quase !!!
 » A última viagem
 » CRM Clube Recreativo Melhoramentos
 » Regras atuais para um bom transar
 » A breve vida de Jojô
 » O idioma alemão é fácil

Voltar